Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Espargaró supera Redding e ganha em Assen

Os rivais na corrida ao ceptro da Moto2, Pol Espargaró e Scott Redding, levaram a cabo forte despique este sábado em Assen, com o espanhol a sair triunfante do Iveco TT Assen. Dominique Aegerter foi terceiro depois de ter liderado no início da prova; o suíço confirmou, assim, o segundo pódio da carreira depois de Valência em 2011.

 

Num fim-de-semana repleto de dramas, a primeira desistência surgiu mesmo antes do início da corrida com o Campeão do Mundo da categoria de 2010 Toni Elías a cair na volta de aquecimento. Com o apagar das luzes o líder do Campeonato Redding (Marc VDS Racing Team) desenvencilhou-se rapidamente de Espargaró e do seu companheiro de equipa na Tuenti HP 40, Esteve Rabat, para reclamar a liderança.
 
A luta pela primeira posição atingiu o clímax na oitava volta. Espargaró recuperava a liderança, mas Redding foi por dentro na primeira curva e os dois alargaram a trajectória, resultando na subida de Aegerter ao topo da corrida para alegria da equipa. Com o ritmo na frente da prova a aumentou, ele acabou por entrar em luta com Rabat e Johann Zarco.
 
Espargaró deu a primeira posição a Redding na 20ª volta, seguindo-o depois de perto antes de levar a cabo forte ataque na Curva 1, no início da última volta. Ele acabou por manter o primeiro posto, defendendo-se ao longo das 18 curvas de Assen. Mas a última volta trouxe ainda mais drama, com Rabat a cair de terceiro para quinto e a dar o mais baixo do pódio a Aegerter, que veio de décimo da grelha com a Suter, enquanto o companheiro de equipa de Redding, Mika Kallio, terminou em quarto.
 
Já Zarco (Came Iodaracing Project) terminou o dia em sexto, com o resto do Top 10 a cruzar a meta espaçado: Xavier Simeon (Desguaces La Torre Maptaq), Tom Luthi (Interwetten Paddock Moto2 Racing), Jordi Torres (Aspar Team Moto2) e Anthony West (QMMF Racing Team, que partiu da segunda linha) foram os nomes que se seguiram.
 
Foram quatro os pilotos que não terminaram. Após o queda de Elías ainda antes do início registaram-se as quedas de Simone Corsi (NGM Mobile Racing), Kyle Smith (Blusens Avintia) e Mike di Meglio (JiR Moto2). Na frente, a vitória de Espargaró deixa Redding com uma vantagem de 30 pontos antes do eni Motorrad Grande Prémio da Alemanha a disputar em Sachsenring dentro de duas semanas.

Tags:
Moto2, 2013, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›