Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Márquez regressa ao pódio, Pedrosa dilata vantagem

Marc Márquez conquistou mais um pódio no sábado, no Iveco TT Assen, enquanto o companheiro de equipa na Repsol Honda Team, Dani Pedrosa, terminou em quarto e dilatou em dois pontos a vantagem sobre Jorge Lorenzo.

 

Ao longo das primeiras sete corridas de 2013 do MotoGP™ o estreante e Campeão do Mundo de Moto2™ em título registou uma desistência e seis pódios. Vencedor das últimas três corridas que fez em Assen, no evento deste sábado lutou até à última volta com Cal Crutchlow, da Monster Yamaha Tech 3, registando-se mesmo um toque entre as máquinas de ambos.
 
“No geral, o ritmo foi mais rápido do que esperava,” admitiu Márquez. “No início e ao longo da corrida o Dani e o Valentino (Rossi, vencedor) estiveram muito fortes. Na verdade, o Valentino simplesmente esteve mais rápido que nós hoje. Só consegui passar o Dani perto do final porque no início tive muitos problemas.”
 
Contudo, Márquez ressentiu-se dos efeitos da forte queda de sexta-feira. “Assim que passei o Dani tentei apanhar o Valentino, mas o meu braço começou a afectar-me e não consegui travar da forma que me é habitual devido à lesão no dedo. No final somei 20 pontos após uma grande batalha com o Cal; penso que me defendi muito bem dele. No geral, podemos dizer que fizemos um bom trabalho todo o fim-de-semana. Tenho muito respeito pelo Jorge hoje; ele mostrou muita força e fez um grande trabalho. Gostava de dar os parabéns ao Valentino, é sempre bom para o motociclismo quando ele está na frente!”
 
O quarto lugar de Pedrosa foi o seu pior resultado desde a abertura da época no Qatar, mas ele terminou mesmo à frente do seu mais próximo rival na corrida ao título, Lorenzo.
 
“Hoje começámos bem, evitámos uma queda mesmo no início com pneus frios; consegui continuar a fazer boas voltas,” começou o líder do Campeonato. “Depois tive um problema com os pneus, o frontal e o traseiro. Mesmo assim, tentei manter o andamento o mais que pude porque não que isso seja uma desculpa. Fiquei atrás do Rossi durante várias voltas, depois, com o progredir da corrida, tornou-se cada vez mais difícil manter o andamento, especialmente quando o Marc e o Crutchlow me apanharam.”
 
“Creio que estavam todos a derrapar um pouco atrás de nós, mas senti que não podia controlar a moto à entrada de algumas curvas e isso fez-me perder o contacto, em particular nas últimas voltas. De forma geral o fim-de-semana teve sensações muito negativas e acabámos por conseguir uma corrida positiva. Agora é tempo de seguir em frente, descansar e preparar a próxima jornada. Finalmente, parabéns ao Jorge porque o que ele fez hoje, e a forma como o fez, foi mesmo impressionante! Tiro-lhe o chapéu.”
 
Pedrosa, que venceu de forma confortável em Sachsenring no ano passado, ruma agora à Alemanha com nove pontos de margem no topo da tabela de pilotos.

Tags:
MotoGP, 2013, Marc Marquez, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›