Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Valentino Rossi regressa às vitórias

Valentino Rossi venceu o Iveco TT Assen, a 80ª vitória do italiano na categoria rainha do MotoGP™ e a primeira desde o Grande Prémio da Malásia de 2010. O nove vezes Campeão do Mundo partilhou o pódio com Marc Márquez e o homem da pole Cal Crutchlow, enquanto Jorge Lorenzo terminou em quinto apesar de fractura na clavícula.

 

O fim-de-semana holandês de 2013 revelou-se repleto de acção, dentro e fora da pista, desde que a comunidade do MotoGP chegou a Assen no início da semana. Lorenzo deu muito que falar, sendo autorizado a correr menos de quatro horas antes da partida e depois de regressar de Barcelona na sequência de operação na madrugada de sexta-feira.
 
A tarde de Rossi teve início no quarto posto da grelha. A ultrapassagem decisiva a Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP) levou o piloto da Yamaha a subir a terceiro numa manobra muito forte na chicane, no final da primeira volta. O transalpino tratou depois de ir atrás das Honda, passando Márquez na quarta volta e Pedrosa na 6ª e de forma semelhante ao que fez em 2007. Ele seguiu então para a emocionante vitória com 2,1 segundos de margem.
 
O segundo lugar de Márquez potência a sua posição no Campeonato ao terminar à frente de Pedrosa e Lorenzo. Após ter garantido a primeira presença no Top 3 da grelha desde Le Mans, o estreante de 20 anos rodou em terceiro, mas apanhou Pedrosa à 18ª volta; com a primeira tentativa de ultrapassagem falhada, o Campeão do Mundo de Moto2™ tirou o melhor partido da oportunidade seguinte para reclamas o segundo posto à chegada à Curva 1.
 
Pedrosa acabou por perder mais um posição até ao final, sendo batido por Crutchlow (Monster Yamaha Tech 3), que teve sorte ao evitar queda quando tocou na roda traseira de Márquez na última volta. Apesar do quarto lugar ter sido o pior resultado de Pedrosa desde a primeira jornada da época no Qatar, o catalão continua na liderança do Campeonato, agora com mais dois pontos de margem.
 
Lorenzo ficou muito aliviado por ter somado 11 pontos depois da forte queda sofrida na quinta-feira e que obrigou a operação em Barcelona na madrugada de sexta. Ele regressou a Assen na tarde da qualificação, mas já depois de terminada a sessão; ainda assim, o Campeão do Mundo recebeu luz verde para alinhar na corrida pelas 11 horas locais deste sábado. Subindo da 12ª posição da grelha até ao quinto posto até à segunda volta, ele chegou mesmo a rodar em quarto mas acabou por perder ritmo e cair um lugar devido às dores.
 
O sexto lugar foi para Bradl que, depois de se ter estreado na primeira linha da grelha do MotoGP, chegou a rodar em segundo por instantes. Enquanto isso, Álvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini) bateu o melhor piloto CRT, Aleix Espargaro (Power Electronics Aspar), a seis voltas do final para concluir em sétimo. Na última volta Nicky Hayden (Ducati Team) perdeu dois lugares para terminar em 11º, atrás de Bradley Smith (Tech 3) e do seu próprio companheiro de equipa Andrea Dovizioso. Ivan Silva (Avintia Blusens) terminou em 23º num dia em que rodou no lugar do lesionado Hiroshi Aoyama, enquanto Lukas Pesek (Came IodaRacing Project) registou a única desistência.
 
O sucesso de Valentino Rossi foi o primeiro desde que voltou à Yamaha e, além de ter sido a 80ª vitória na categoria rainha, foi a 106ª da carreira em 18ª em Assen. Na tabela de Pilotos Pedrosa mantém a liderança (136 pontos) com Lorenzo em segundo (127) e Márquez em terceiro (113), agora a apenas 23 pontos do topo. A oitava jornada, o eni Motorrad Grande Prémio da Alemanha, tem lugar dentro de duas semanas.

Tags:
MotoGP, 2013, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›