Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dia difícil para a Tech3 com quedas para Crutchlow e Smith

Dia difícil para a Tech3 com quedas para Crutchlow e Smith

Um dia que começou com optimismo para a Monster Yamaha Tech3 acabou por terminar em desilusão no bwin Grande Prémio da República Checa.

 

Cal Crutchlow e Bradley Smith viram as suas prestações serem encurtadas com quedas, levando a frustração pela não obtenção dos resultados desejados.
 
Confiante na sua capacidade de lutar pelo quinto pódio de 2013 após ter garantir a segunda pole da carreira de MotoGP™, Crutchlow esteve envolvido em emocionante luta com Valentino Rossi e Álvaro Bautista nas primeiras voltas.
 
Contudo, o piloto de 27 anos caiu à oitava volta quando rodava em quarto. Ele logrou voltar à corrida para tentar recuperar o máximo de posições, terminando eventualmente em 17º.
 
“Estava contente com o meu ritmo e sentia-me confortável na moto, mas depois cometi um erro. Estava a tentar voltar à luta pelo pódio e perdi a frente. Estou certo que podia ter terminado em quarto, mas voltei à prova com a moto danificada; ainda assim consegui apresentar um ritmo rápido e consistente. Nunca desisti,” referiu.
 
“Não é a melhor preparação para a minha prova em casa, em Silverstone, mas vou para lá sabendo que tenho o ritmo e que posso lutar na frente.”
 
Smith também acreditava que podia lutar por um resultado nos seis primeiros depois de ter apresentado bom resultado na qualificação de ontem. O estreante igualou o seu melhor resultado na grelha ao garantir o sexto posto e estava a rodar com ritmo forte atrás de Rossi quando foi ao chão na Curva 9 enquanto ocupava o sétimo posto.
 
Smith comentou: “A corrida terminou demasiado cedo e não era assim que queríamos terminar um fim-de-semana tão positivo. Não sinto que tenha feito algo de diferente naquela curva, sentia-me confortável e a moto estava muito boa. As melhorias que fizemos no depósito de combustível tornaram a moto muito melhor na parte inicial da corrida, mas fui traído na Curva 9. Os dados mostram que acelerei uma fracção de segundo mais cedo e essas pequenas margens podem fazer toda a diferença.”
 
“Pelo menos não tenho de esperar muito por Silverstone,” acrescentou. “Estou desapontado com o dia de hoje, mas muito motivado para dar continuidade aos pontos positivos que encontrámos aqui.”

Tags:
MotoGP, 2013, bwin GRAND PRIX ČESKÉ REPUBLIKY, Cal Crutchlow, Bradley Smith, Monster Yamaha Tech 3

Outras actualizações que o podem interessar ›