Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dovizioso chega aos 200 com Hayden a manter-se realista

Andrea Dovizioso vai levar a cabo o 200º Grande Prémio da carreira no regresso do MotoGP a Aragão, neste fim-de-semana.

 

O Campeão do Mundo de 125cc de 2004, Dovizioso, perdeu duas vezes para Jorge Lorenzo nas 250cc antes de se estrear na categoria rainha com a JiR Team Scot MotoGP em 2008. A sua primeira, e até ao momento, única vitória surgiu no ano seguinte com a Repsol Honda Team em Donington Park, se bem que durante o tempo que esteve no MotoGP™ o italiano já correu com motos Honda, Yamaha e Ducati. Ele regressa agora a Aragão, palco do seu último pódio, com a Monster Yamaha Tech3 na época passada.
 
“Não sei se Aragão nos será mais favorável que Misano,” começa Dovizioso. “Para mim, este ano é sempre novo e a Ducati funciona de forma diferente em todas as pistas. Não sei o que esperar, mas normalmente Aragão é uma boa corrida para a Ducati.”
 
“Sinceramente não sabia que ia chegar aos 200 GPs em Aragão! É muito bom fazer assim tantas corridas no Campeonato do Mundo e é muito importante para o piloto. Quando era mais novo era-me impossível pensar em fazer parte do Mundial, pelo que estou mesmo muito contente por ter chegado a este marco, mas isto também significa que estou velho!”
 
O colega de equipa Nicky Hayden consegue recordar-se do pódio que conquistou na estreia do MotorLand no calendário, em 2010, mas sabe que repetir o feito é pouco provável.
 
“Aragão é claramente diferente de Misano, a última pista em que corremos, porque rodamos para a esquerda e tem algumas alterações de desnível,” começa o Campeão do Mundo de 2006. “É uma pista divertida que tem boas curvas, se bem que ganhou muitos ressaltos desde o primeiro ano, o que não nos ajuda.”
 
“É uma pista de que gosto, mas sabemos que não vai ser uma corrida fácil para nós. Mesmo assim estou desejoso pela prova. Vamos tentar começar fortes o fim-de-semana e ver se podemos fazer algo melhor que nas últimas corridas.”
 
Enquanto Dovizioso foi terceiro no ano passado pela Tech3, Hayden não viu a bandeira de xadrez depois de desistir nos momentos iniciais.

Tags:
MotoGP, 2013, Andrea Dovizioso, Nicky Hayden, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›