Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Lorenzo: "Puxei ao limite"

O Campeão do Mundo Jorge Lorenzo diz que rodou ao limite nas 23 voltas do Grande Prémio Iveco Aragão de domingo, mas tal não foi o bastante para evitar mais uma vitória de Marc Márquez.

 

Lorenzo fez brilhante partida desde o segundo posto da grelha e nos momentos iniciais parecia capaz de repetir os triunfos de Silverstone e Misano enquanto aumentou a pressão.
 
Mas apesar do embate de Márquez com o colega de equipa Dani Pedrosa atrás dele – ou talvez mesmo em resultado da colisão que deixou Pedrosa fora de acção – acabou por ser o estreante da Repsol Honda Team quem triunfou sobre o rival da Factory Racing no circuito MotorLand.
 
Márquez e Lorenzo isolaram-se do resto do pelotão depois do incidente de Pedrosa e terminaram com mais de dez segundos de margem sobre Valentino Rossi, mas Lorenzo falhou a terceira vitória consecutiva por 1,356s.
 
Depois da prova ele explicou: “Como sempre, tentei abrir uma vantagem no início, mas quando o Márquez recuperou relaxei para tentar poupar um pouco de energia e para ver se estava com ele no final da corrida. Na verdade, ele esteve mais forte todo o fim-de-semana. Puxei ao limite para o seguir, mas foi impossível. Não há desculpas. Ele esteve mais rápido hoje e nós temos de pensar nas próximas corridas.”
 
Lorenzo também explicou as alterações de afinação feitas no domingo e como esperava que elas melhorassem a sua prestação: “A táctica era tentar melhorar a moto no Warm-Up. Acabámos por ganhar um pouco em curva, mas piorámos em travagem – estava a perder muito em comparação com o Marc.”

Tags:
MotoGP, 2013, Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›