Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Espargaró vence e recupera liderança do campeonato

Pol Espargaró recuperou a liderança do Campeonato do Mundo de Moto2™ ao levar de vencida o Tissot Grande Prémio da Austrália de domingo na ausência do lesionado Scott Redding. Tom Lüthi e Jordi Torres completaram o pódio, com Tito Rabat a terminar em oitavo.

 

Quando se olhar para trás para a corrida de 2013 de Phillip Island a prova será provavelmente recordada como um ponto de viragem na época. As hipóteses de Redding sofreram rude golpe no sábado quando o britânico, há muito na liderança do campeonato, foi considerado inapto para correr após queda da qual resultou fractura no pulso esquerdo. Após uma operação na noite de sábado o piloto da Marc VDS Racing Team teve de se resignar e ver a corrida fora da pista.
 
Espargaró (Tuenti HP 40) partiu da pole pela quinta vez nesta época, com a companhia do colega de equipa e vencedor da corrida do fim-de-semana passado, em Sepang, Tito Rabat, que mostrou rapidez desde o início dos treinos na sexta-feira. A prova encurtada viu os pilotos lutarem pelas melhores posições durante 13 voltas no traçado australiano, com alguns receios em relação à durabilidade dos pneus a surgirem na qualificação de sábado e a levarem à redução da distância de prova.
 
Espargaró acabou por liderar desde o apagar das luzes para conquistar o quinto triunfo da campanha e o segundo consecutivo em Phillip Island; pelo caminho o catalão passou para a liderança do campeonato pela primeira vez desde a abertura da temporada no Qatar. Num dia brilhante para Espargaró em termos de campeonato, o colega de equipa Rabat não conseguiu melhor que o oitavo posto final após uma incursão por fora da pista.
 
Tom Lüthi (Interwetten Paddock Moto2 Racing) pressionou Espargaró durante toda a corrida para terminar em segundo e garantir o quinto pódio do ano, o segundo no espaço de uma semana. Jordi Torres levou a Aspar Team Moto2 ao terceiro posto, o seu primeiro pódio desde que venceu o Grande Prémio da Alemanha em Julho.
 
O Top 5 foi completado por Simone Corsi (NGM Mobile Racing) e pelo antigo vencedor de Phillip Island Alex de Angelis, que chegou a rodar em segundo com a máquina da NGM Mobile Forward Racing nos momentos iniciais da prova. O colega de equipa de Redding, Mika Kallio, foi sétimo, com Nico Terol (Aspar) e o piloto da casa Anthony West (QMMF Racing) a completarem os dez primeiros. O Campeão do Mundo de Moto3™ Sandro Cortese (Dynavolt Intact GP) foi 11º, à frente de Ricky Cardus (Forward) e Danny Kent (Tech3) logo atrás. Em 14º ficou Gino Rea, que somou dois pontos para a Argiñano & Gines Racing, enquanto o indonésio Doni Tata Pradita (Federal Oil Gresini Moto2) somou o primeiro ponto de Moto2™ ao terminar em 15º.
 
Foram cinco os pilotos que não terminaram: Julian Simon (Italtrans Racing Team), Johann Zarco (Came Iodaracing Project), Xavier Simeon (Maptaq SAG Zelos Team), Louis Rossi (Tech3) e Alex Mariñelarena (Blusens Avintia), enquanto Alex Pons (Tuenti HP 40) foi 24º após uma saída de pista inicial. Pons, Takaaki Nakagami (Italtrans) e Marcel Schrotter (Maptaq SAG Zelos Team) foram os três penalizados por falsa partida.
 
Com apenas as rondas nipónica e valenciana por disputar, Espargaró lidera agora o campeonato com 16 pontos de vantagem sobre Redding. Rabat é terceiro, a 36 pontos.

Tags:
Moto2, 2013, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›