Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Japão, mais uma oportunidade para Márquez

Na última ronda da sequência de três provas no Extremo Oriente, o AirAsia Grande Prémio do Japão, em Motegi, Marc Márquez, da Repsol Honda Team, tem mais uma oportunidade de conquistar o ceptro se bater Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, por oito pontos, ou mais.

 

Márquez, que na última ronda foi desclassificado devido a erro da equipa quanto à janela de tempo para fazer a troca obrigatória de moto, vai tentar refazer a mão na pista caseira da Honda. Com uma natureza “stop-and-go”, ele e o colega de equipa Dani Pedrosa serão dois dos favoritos à vitória em Motegi.
 
Ainda assim, Lorenzo estará motivado pelo facto do campeonato estar outra vez ao seu alcance e será uma força a ter em conta depois da convincente vitória em Phillip Island. O homem da Yamaha sabe que só uma vitória lhe serve, o que torna a corrida com as Honda ainda mais interessante. O seu colega de equipa Valentino Rossi vai tentar voltar aos três primeiros depois do pódio da semana passada.
 
Cal Crutclow, da Monster Yamaha Tech3, que falhou os três primeiros para Rossi na Austrália por muito pouco, espera agora levar a melhor sobre o italiano e, ao mesmo tempo, voltar a manter Álvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini) atrás de si. Bautista terminou no pódio em Motegi no ano passado após animada luta com Crutchlow e é um nome a não descartar.
 
Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP), que fracturou o tornozelo direito na Malásia e não pôde correr na Austrália, vai ser avaliado pelos médicos da pista antes do fim-de-semana para saber se está, ou não, apto para alinhar em FP1. Bradley Smith (Tech3) vai tentar de novo chegar-se aos da frente depois da impressionante prestação em Phillip Island, enquanto os pilotos da Ducati Team, Nicky Hayden e Andrea Dovizioso, vão tentar tirar o máximo das suas Desmosedicis.
 
Nas CRT Hiroshi Aoyama (Avintia Blusens) vai tentar brilhar em casa com a FTR-Kawasaki. Ele tem-se mostrado em boa forma nos últimos tempos e espera chegar ao topo das CRT, algo que até agora lhe tem fugido. Contudo, terá de contar com a forte oposição dos pilotos da Power Electronics Aspar, Aleix Espargaró e Randy de Puniet, bem como de Colin Edwards (NGM Mobile Forward Racing). A prova vai contar com um wildcard aos comandos de uma Yamaha M1: Katsuyuki Nakasuga com a Yamaha YSP Racing Team.
 
Após muitos pilotos terem sentido problemas de travões na corrida do ano passado, devido à natureza de travagens fortes do traçado, os regulamento técnicos para este fim-de-semana foram alterados para permitir a utilização de discos de travão de carbono de 340mm – um aumento de 20mm face ao tamanho normal. Algumas equipas, incluindo a Ducati, já levaram a cabo testes com os discos maiores em Misano.

Tags:
MotoGP, 2013

Outras actualizações que o podem interessar ›