Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Spies anuncia fim de carreira

A Ducati e Ben Spies anunciaram que o americano se vai retirar da competição. O piloto da Ignite Pramac Racing alinhou em apenas duas corridas de MotoGP™ esta época, um ano fortemente afectado por lesões.

“Na sequência de acordo entre as partes para resolução do actual contrato entre o piloto americano e o construtor italiano, a Ducati Motor Holding e Ben Spies anunciaram hoje que o americano não vai correr em 2014,” lê-se num comunicado divulgado este sábado.
 
“O texano de 29 anos assinou um acordo de dois anos com a Ducati no final da época passada para correr no MotoGP™ em 2013 e 2014 como parte da equipa com apoio de fábrica Ignite Pramac Racing Team.”
 
Tendo-se lesionado no ombro direito enquanto competia pela Yamaha Factory Racing no Grande Prémio da Malásia de 2012, Spies necessitou de mais reabilitação este ano e sofreu um contratempo quando caiu nos treinos livres de Indianápolis.
 
“As operações resultantes aos dois ombros deixaram Spies com a sensação que a sua capacidade física de correr no próximo ano continua em causa e foi tomada uma decisão em conjunto entre a Ducati e o Ben para o libertarmos de qualquer obrigação de correr em 2014,” acrescenta o comunicado.
 
Ben Spies:
“Tinha grandes expectativas para correr com a Ducati e a Ducati foi impressionante no apoio que me deu durante este complicado ano, pelo que estou tremendamente desapontado por não ter estado suficientemente apto para atingir as minhas metas pessoais e as da equipa com a Ducati. Quero agradecer a todos, desde os organizadores das corridas, às marcas, equipas e a todos os meus fãs por me terem ajudado e apoiado ao longo da minha carreira. Nunca sonhei sequer que podia atingir o nível de sucesso que atingi ao longo de 20 anos de corridas, mas chegou a altura de parar e faço-o com grande tristeza.”
 
Mary Spies, mão e manager de Ben:
“Onde quer que o Ben tenha corrido ao longo dos anos – da AMA Superbike ao Campeonato do Mundo de Superbike e de MotoGP™ – ele sentiu sempre grande carinho e apreço por parte dos organizadores, circuitos, equipas e fãs. Estamos-lhes muito gratos pelo apoio.”
 
Paolo Ciabatti, Director de Projecto da Ducati MotoGP:
“Tínhamos grandes expectativas quando o Ben se juntou à Ducati este ano no MotoGP™ e esperávamos verdadeiramente que ele recuperasse totalmente das lesões contraídas na queda de Indianápolis e que continuasse a correr para nós no futuro. Contudo, compreendemos os motivos da sua decisão e respeitamo-los. É realmente uma pena para o nosso desporto o Ben não correr mais porque, na nossa opinião, é um dos mais talentosos pilotos do mundo. Vamos sentir falta dele e desejamos-lhe o melhor para o futuro.”

Tags:
MotoGP, 2013

Outras actualizações que o podem interessar ›