Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo vence, luta do ceptro segue para Valência

Jorge Lorenzo triunfou pela sétima vez em 2013, terminando o AirAsia Grande Prémio do Japão em primeiro. O piloto da Yamaha Factory Racing lutou bem contra a oposição da dupla da Repsol Honda Team, Marc Márquez e Dani Pedrosa, para garantir que a luta pelo título segue para a última prova da temporada, a primeira vez que tal acontece desde 2006.

Proporcionando um final totalmente inesperado à ronda tripla do Extremo Oriente, o fim-de-semana de Motegi foi fortemente marcado por condições climatéricas inclementes, o que levou ao cancelamento de todos os treinos livres. Ironicamente, a corrida de domingo teve lugar sob céu limpo no Japão.
 
Vindo da quarta pole do ano, Lorenzo liderou de início a fim para somar mais uma vitória à frente de Márquez na época de 2013. O colega de equipa Valentino Rossi parecia funcionar como protecção entre o actual campeão e a dupla de fábrica da Honda, mas cometeu dois erros na Curva 11 e caiu na classificação.
 
Lorenzo acabou por ficar sob forte pressão de Márquez a meio da prova, com Pedrosa logo atrás. Contudo, o maiorquino foi poupado a momentos mais emocionantes com os erros cometidos por Márquez nas Curvas 11 e 1. O jovem de 20 nunca mais voltou a estar tão próximo de Lorenzo, acabado por terminar a 3,1s da frente.
 
O terceiro lugar de Pedrosa foi o 12º pódio da temporada, mas o piloto de Sabadell não conseguiu dar continuidade às vitórias das duas últimas épocas em Motegi e com isso perdeu todas as possibilidades de chegar ao título em 2013. Álvaro Bautista e Stefan Bradl completaram a lista dos cinco primeiros, com o piloto da GO&FUN Honda Gresini a aproveitar o cone de ar do germânico da LCR Honda MotoGP no início da oitava volta. Rossi lutou para recuperar até aos sexto posto depois de ter chegado a rodar em 11º, enquanto Cal Crutchlow levou a melhor sobre um impressionante colega de equipa na Monster Yamaha Tech3, Bradley Smith, para terminarem em sétimo e oitavo, respectivamente.
 
A Ducati Team completou o Top 10 com Nicky Hayden e Andrea Dovizioso, enquanto o 11º posto ficou a cargo do wildcard e piloto da casa Katsuyuki Nakasuga, da Yamaha YSP Racing Team. Em 12º ficou o melhor CRT, Colin Edwards (NGM Mobile Forward Racing), com Aleix Espargaró (Power Electronics Aspar) a ser o último dos três pilotos que desistiram; o espanhol sofreu queda a alta velocidade, mas saiu ileso. Lukas Pesek (Came IodaRacing Project) foi o primeiro a abandonar, enquanto Luca Scassa (Cardion AB Motoracing) desistiu no pit lane depois de perder o repousa-pé direito.
 
O resultado de domingo representou a 200ª vitória da Yamaha na Classe Rainha e deixou Lorenzo a 13 pontos de Márquez quando falta apenas disputar o Grande Prémio Generali da Comunidade Valenciana. Esta será a primeira vez em sete anos que o ceptro da categoria rainha é decidido na última corrida; em 2006 também foi um duelo entre Honda e Yamaha, com a coroa a ser conquistada por Nicky Hayden batendo o então Campeão do Mundo Valentino Rossi.

Tags:
MotoGP, 2013, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›