Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Burgess "boquiaberto" com separação de Rossi

Burgess "boquiaberto" com separação de Rossi

Jeremy Burgess falou publicamente pela primeira vez desde que Valentino Rossi anunciou na quinta-feira que vai terminar a relação de longa data com o seu Mecânico Chefe após o Grande Prémio de Valência.

Burgess levou Rossi a 80 vitórias e sete títulos Mundiais na categoria rainha depois do italiano ter entrado para as 500cc em 2000.
 
“Foi mais uma decisão minha,” confirmou Rossi. “Falámos ontem. Tentei explicar que preciso de mudar e que preciso de algo diferente. Como o Jerry disse, um novo alento – mais motivação e decidimos fazer as coisas assim.”
 
Burgess admitiu de imediato ter ficado surpreso com o anúncio feito por Rossi na conferência de imprensa de pré-evento de quinta-feira. Contudo, ele negou os rumores que declarações suas na imprensa podem ter levado à separação.
 
“Olhem… fiquei completamente boquiaberto,” começou Burgess. “Não estava nada à espera. Ontem à tarde quando o Valentino me convidou para a motorhome dele sabia que não era para uma bónus de Natal.”
 
“Para mim talvez as palavras ‘não volta a ganhar outra vez’… o que eu disse foi ‘Não valermos a ganhar outra vez enquanto não começarmos a ganhar corridas e a terminar no pódio.’ Foi essa a totalidade da minha declaração e não acredito que esteja a pagar por isso.”
 
“Ainda não fiz planos para o futuro. A minha intenção original, é claro, era continuar no próximo ano em função dos resultados e das vontades. Os nossos contratos são anuais, pelo que estamos livres de tomar decisões. Há quatro anos que corremos atrás de arco-íris; não conseguimos nada decentes nesses quatro anos; são períodos longos nas corridas e torna-se cada vez mais difícil.”
 
Resumindo a situação Burgess acrescentou: “Trabalhámos sempre na resolução dos problemas e fizemos isso durante anos. Isto faz parte dessa resolução – é um passo para tentar ajudar o Valentino a voltar ao topo, prolongar a sua carreira e ser competitivo.”
 
Durante a parceria a dupla Rossi/Burgess esteve junta da Honda à Ducati, passando pelo período brilhante na Yamaha, marca à qual regressaram em 2013.

Tags:
MotoGP, 2013, GRAN PREMIO GENERALI DE LA COMUNITAT VALENCIANA

Outras actualizações que o podem interessar ›