Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo decidiu abrandar a corrida após o Warm Up

O Campeão do Mundo cessante Jorge Lorenzo falou da vitória em Valência e da passagem do ceptro de MotoGP™ para Marc Márquez, admitindo uma mudança tardia da estratégia para tentar abrandar o ritmo da última corrida da época.

Lorenzo tinha de vencer a corrida e esperar que Márquez terminasse em quinto, ou pior, para recuperar os 13 pontos de atraso na última corrida do ano e no início do embate de 30 voltas ficou muito claro que o Campeão do Mundo de 2012 estava a tentar condensar o grupo da frente desde a liderança.
 
Inicialmente a táctica parecia estar a funcionar, com Lorenzo a envolver-se em luta com os rivais da Repsol Honda, Márquez e Dani Pedrosa – enquanto Álvaro Bautista e Valentino Rossi seguiam logo atrás.
 
Lorenzo afirmou: “Quando chegamos aqui este fim-de-semana a minha estratégia era tentar isolar-me na frente da corrida. Na verdade, não estava totalmente decidido, mas disse à imprensa que ia tentar isolar-me para o Márquez não saber a minha táctica. Mas esta manhã, depois do Warm Up, tivemos uma reunião e decidimos alterar as coisas e tentar reduzir um pouco o ritmo da corrida nas primeiras voltas para não me arrepender de nada. Pelo menos tentámos e vimos o que aconteceu."
 
Contudo, Lorenzo reconheceu que a sua táctica de abrandar a corrida não seria o suficiente e optou então por rodar mais forte na frente e conquistar a terceira vitória consecutiva e oitava da época – sabendo que mesmo assim não deveria ser suficiente.
 
Ele continuou: “Os outros pilotos além dos três primeiros estavam demasiado lentos para se manterem no grupo. Por isso mantive-me com o Dani algumas voltas a tentar abrandar tudo e algum tempo com o Marc. Tive de correr muitos riscos, em particular com o Dani, mas depois, quando vi que os outros estavam demasiado longe, decidi isolar-me na frente." 
 
A terminar, o bi-Campeão do Mundo da categoria rainha deu os parabéns ao novo “rei” do MotoGP™ dizendo: “Demos os nosso melhor ao longo de todo o campeonato e não há arrependimentos. Hoje o Marc é o vencedor e merece-o. Ele tem talento e ambição e temos de ser rápidos para ficarmos à frente dele."

Tags:
MotoGP, 2013, Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›