Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Comissão de Grandes Prémios discute redução de custos na Moto3™

Após uma reunião da Comissão de Grandes Prémio realizada no dia 10 de Dezembro, em Madrid, foi decidido explicar os preços máximo por motor, chassis e componentes adicionais a serem aplicados a partir de 2015.

Durante a reunião, um dos objectivos era manter a filosofia de parâmetros de consistência da Moto™ em relação a custos na categoria desenhada para promover talentos e futuros pilotos a competirem em nível de igualdade. O encontrou contou com representantes da Honda, KTM e Mahindra – os três construtores da classe de Moto™ – para partilharem opiniões e chegarem a conclusões em conjunto.
 
“Os construtores concordaram nos termos económicos e técnicos, todos em linha com custos mais baixos,” explicou Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna Sports. “As regras para 2014 já estão em vigor, pelo que estamos a falar de regras para 2015. Haverá uma série de preços máximos para chassis e componentes de motores e para uma série de regras comerciais para que, no Verão de 2014 e já de olhos em 2015, cada equipa tenha o direito de decidir com que fabricante [de chassis] vão colaborar na época seguinte (com uma lista de preços de componentes já disponível).”
 
Foi já acordado que os preços estabelecidos para os chassis serão de 85.000€ (incluindo uma evolução anual) e de 60.000€ por piloto por ano em termos de motor (não incluindo caixa de velocidades).
 
“Precisamos de uma classe mais barata para os jovens pilotos e novos equipamentos no campeonato,” acrescentou Ignacio Verneda, Director Executivo para o Desporto da FIM. “Também necessitarmos de ter um sistema claro para os campeonatos nacionais, que são a base que temos em funcionamento para o progresso para o Campeonato do Mundo.”
 
Aos olhos de Herve Poncharal, Presidente da IRTA, a presença dos representantes dos construtores na terça-feira vai ajudar a chegar a acordo num modelo para os próximos anos.
 
“Acredito que todos os directores das equipas na categoria vão ficar muito contentes com a forma como a Moto3™ está a progredir,” começou Poncharal. “As grelhas estão cheias e as corridas são muito competitivas – praticamente qualquer piloto tem a possibilidade de vencer. No caso da Moto3™, penso que as próximas duas ou três épocas vão ser ainda mais excitantes e vão permitir aos líderes das equipas olharem para o futuro com confiança.”
 
Durante a reunião geral da Comissão de Grandes Prémios foram também acordados vários outros pontos; um deles diz respeito aos pontos de penalização serão agora aplicados durante um ano; isto significa, por exemplo, que um piloto que receba um ponto de penalização durante a época de 2014 continuará com esse ponto registado na sua licença desportiva durante 365 dias.
 
Foram também aprovadas mais algumas actualização relacionadas com o reatar de corridas interrompidas, procedimentos de protestos e política de wild cards.
 
Para ler na íntegra o Comunicado de Imprensa da FIA sobre a reunião da Comissão de Grandes Prémios, carregue aqui.

Tags:
MotoGP, 2014

Outras actualizações que o podem interessar ›