Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Apresentação da GO&FUN Honda Gresini 2014

O Teatro Titano de São Marino foi o palco, nesta quinta-feira, para os pilotos da GO&FUN Honda Gresini revelarem as motos com que vão alinhar na época que têm pela frente.

O espanhol Álvaro Bautista continua com a equipa de Fausto Gresini para a terceira temporada no MotoGP™ com a Honda RC213V, enquanto o britânico Scott Redding se estreia na categoria rainha do Campeonato do Mundo com uma Honda RCV1000R de especificação “Open”, isto depois de ter sido vice-Campeão de Moto2™ no ano passado.
 
Na Junior Team GO&FUN Moto3, Niccolo Antonelli passa agora a fazer dupla com Enea Bastianini, que assinou duas vitórias na Red Bull MotoGP Rookies Cup do ano passado, terminando em quinto da geral. Os italianos vão competir com maquinaria KTM.
 
“O ano de 2014 é mesmo muito importante para a Gresini Racing,” comentou o Director Desportivo Fausto Gresini. “Primeiro, será o nosso 18º ano no Campeonato do Mundo: um meta importante, graças à qual podemos dizer com orgulho que a nossa organização… se tornou maior de idade! Estamos presentes de forma incessante nos Grandes Prémios desde 1997 e também somos das poucas equipas independentes que se podem vangloriar de ter alinhado em todos as épocas do MotoGP™ desde o início da era das 4-tempos em 2002. Todas estas coisas, às que se juntam dois títulos Mundiais, 40 vitórias, 109 pódios, 29 pole positions e mais de 5.000 pontos no Campeonato do Mundo fazem de nós uma das mais importantes entidades no motociclismo a nível mundial.”
 
Bautista está agora de olhos postos na conquista do primeiro pódio desde 2012.
 
“Estou contente por continuar a minha aventura no MotoGP™ com a Gresini pelo terceiro ano consecutivo; temos uma grande atmosfera familiar,” diz o piloto de Toledo. “Infelizmente, falhei o pódio no ano passado, mesmo tendo estado perto dele por mais que uma vez. De forma geral, considerando a minha segunda metade de 2013 como muito boa e dei por mim a lutar com o Valentino Rossi (Yamaha Factory Racing) em quase todas as corridas. Fizemos grande trabalho de desenvolvimento da suspensão Showa e isto coloca-nos em boa posição e dá-nos boa base para arrancarmos em 2014. O meu objectivo é estar em bom plano desde a primeira corrida; a moto oficial é sempre difícil de bater, mas acredito que, trabalhando bem, podemos fazer vários pódios.”
 
Para Redding – que em Donington Partk se tornou no mais jovem vencedor de sempre de uma corrida do Campeonato do Mundo em 2008 ao triunfar na prova de 125cc com 15 anos – este primeiro ano traz novo desafio depois de ter sido segundo na luta pelo ceptro da Moto2™ no ano passado.
 
“É tudo novo para mim, mas gosto de desafios como este,” começa o inglês. “Fui muito bem recebido por todos na equipa e estou ansioso por voltar a andar numa moto no teste de Sepang, o verdadeiro início da época. O meu pulso (fracturado em Phillip Island no ano passado) está melhor e comecei a treinar arduamente porque quero conseguir testar da melhor forma possível. Não tracei meta específicas para o primeiro teste, mas é claro que vou tentar reduzir a diferença para as motos “Open” da frente. Durante a época a minha intenção é estar entre os melhores desses pilotos. Adorei a RCV1000R quando a testei em Valência e agora queremos ver o que acontece em Valência.”
 
Redding falhou a coroa de Moto2™ por pouco em 2013, com Bautista a terminar a época de MotoGP™ em sexto da geral e como melhor piloto satélite Honda.

Tags:
MotoGP, 2014, Scott Redding, Alvaro Bautista, Enea Bastianini, Niccolò Antonelli, GO&FUN Honda Gresini, Junior Team GO&FUN Moto3

Outras actualizações que o podem interessar ›