Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo mais rápido no atarefado primeiro dia de Phillip Island

Lorenzo mais rápido no atarefado primeiro dia de Phillip Island

Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, foi o mais rápido este segunda-feira no arranque do teste de três dias de Phillip Island.

O antigo Campeão do Mundo de MotoGP™ assinou um tempo de 1m29,213s, o que o colocou no topo da classificação, se bem que os tempos por volta e os desenvolvimentos das motos não são o tema da semana. Os pilotos e equipas estão a trabalhara na durabilidade dos pneus e têm programa específico para seguir ao longo das 72 horas que vão estar no traçado australiano.
 
A carga de trabalho desta segunda-feira incluía afinação em pneus de controlo e tiradas curtas com uma selecção de seis pneumáticos diferentes, alguns com novos compostos, e outros com nova construção. A Bridgestone quer reduzir a selecção de pneus na terça e quarta-feira, com tiradas mais longas a serem levadas a cabo com as opções que apresentarem melhores prestações.
 
Lorenzo sentiu dificuldades com a especificação genérica de pneus para 2014 em Sepang na semana passada e apesar dos tempos de Phillip Island serem diferentes devido à natureza deste teste, ele ficará contente por estar na liderança.
 
Na segunda posição ficou Cal Crutchlow, que totalizou 67 voltas com a Ducati depois da formação ter decidido na sexta-feira correr sob os regulamentos Open em 2014. Crutchlow ficou a 0,363s de Lorenzo, mas foi quatro décimos de segundo mais lesto que o quinto classificado, o colega de equipa Andrea Dovizioso – que falhou as primeiras horas de trabalho devido a mal estar durante a noite.
 
Valentino Rossi terminou o dia em terceiro, a cerca de meio segundo de Lorenzo, com Dani Pedrosa em quarta a 0,75s da frente.
 
Com o lesionado Campeão do Mundo Marc Márquez ausente do testes, os cinco pilotos já referidos totalizaram 369 voltas – o que deu muitos dados à Bridgestone.
 
Enquanto isso, os pilotos da Moto™ tiveram uma abordagem algo diferente, com nove opções de pneus da Dunlop a serem testadas em sequências de 10 voltas para cada um delas ao longo de segunda e terça-feira. O último dia será reservado à simulação de corridas com um leque mais limitados de pneus.
 
Apesar de também não se sentir muito bem, o candidato ao título Tito Rabat foi o mais rápido entre os representantes da categoria intermédia, a apenas 2,3s dos tempos de MotoGP™ e com um total de 100 voltas. O compatriota de Rabat, Nico Terol (Mapfre Aspar Team Moto2), foi segundo e quase a um segundo do homem da Marc VDS Racing.
 
Com o colega de equipa de Terol, Jordi Torres, a mais sete décimos, em quarto na tabela de Moto2, o companheiro de equipa de Rabat, Mika Kallio, foi terceiro.
 
O finlandês foi cuspido da moto e foi alvo de exames radiológicos ao pulso, mas recebeu luz verde para confinar a testar amanhã.
 
Veja aqui os resultados completos.

Tags:
MotoGP, 2014, Jorge Lorenzo, Movistar Yamaha MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›