Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Brilhante prestação de Rabat rumo à vitória no Qatar

Apesar de difícil primeira volta desde a pole, Esteve Rabat (Marc VDS Racing Team) levou a cabo excelente corrida para vencer no Qatar, com o segundo a cruzar a meta, Takaaki Nakagami (IDEMITSU Honda Team Asia), a ser desclassificado por desrespeito dos regulamentos técnicos. 

O colega de equipa de Rabat, Mika Kallio, foi segundo na corrida, contudo o segundo classificado Takaaki Nakagami (IDEMITSU Honda Team Asia) foi depois desclassificado por utilização de filtro ar que não estava de acordo com o regulamento.
 
Rabat quer vencer o título este ano depois de ter começado a ganhar corridas de Moto2™ na época passada e mostrou-se ameaçador ao longo do fim-de-semana do Qatar para bater Nakagami por meros 0,04s em cima da meta após batalha de várias voltas pela liderança. Rabat alargou a trajectória na primeira volta e caiu para quinto, mas foram muitos os argumentos do espanhol ao longo da corrida.
 
O finlandês Kallio também estará em busca de triunfos este ano depois de ter terminado a um segundo dos dois primeiros, acabando depois promovido a segundo com a desclassificação de Nakagami.
 
Três segundos mais atrás, em quarto, ficou Thomas Lüthi (Interwetten Paddock Moto2). O suíço cruzou a meta com três décimos de vantagem sobre o Campeão do Mundo de Moto3™ Maverick Viñales (Pons HP 40), que fez excelente estreia na categoria intermédia.
 
Simone Corsi (NGM Forward Racing) rodou bem rumo ao sexto lugar depois de ter partido de décimo; o piloto bateu o estreante Sam Lowes (Speed Up), que também apresentou sólida prestação no primeiro Grande Prémio da carreira.
 
O Top 10 contou ainda com Sandro Cortese (Dynavolt Intact GP), Jordi Torres (Mapfre Aspar Team Moto2) e Anthony West (QMMF Racing Team). Cortese, lesionado no pé, caiu de segundo da grelha para oitavo, mas esteve em bem ao terminar a corrida apesar das dores.
 
Início desastroso tiveram os pilotos da AirAsia Caterham Moto Racing. Josh Herrin e Johann Zarco sofreram acidente na primeira volta, com Alex De Angelis (Tasca Racing Moto2) e Xavier Simeon (Federal Oil Gresini Moto2) também envolvidos no incidente.
 
Gino Rea e Mashel Al Naimi pararam a meio da corrida com problemas técnicos, enquanto Axel Pons e Marcel Schrotter sofreram queda a oito voltas do final.
 
Dominique Aegerter foi obrigado a retirar-se a cinco voltas do fim, com fumo a sair do tubo de escape a colocar ponto final numa consistente sequência de resultados nos pontos. Nico Terol também teve problemas mecânicos pela mesma altura da corrida e espera agora recuperar no Circuito das Américas, onde venceu no ano passado.

Tags:
Moto2, 2014, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›