Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Márquez intocável em Austin pelo segundo ano consecutivo

O Campeão do Mundo de MotoGP™ Marc Márquez arrasou a concorrência no Red Bull Grande Prémio das Américas ao vencer com quatro segundos de margem sobre o colega de equipa da Repsol Honda Team, Dani Pedrosa, e com Andrea Dovizioso (Ducati Team) a completar o pódio. Uma falsa partida de Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP) arruinou-lhe a corrida, com o espanhol a terminar em 10º após penalização de passagem pelo pit lane.

Marc Márquez (Repsol Honda) venceu o Red Bull Grande Prémio das Américas, à semelhança do ano passado, com grande facilidade depois de se ter mostrado intocável durante todo o fim‑de‑semana. O Campeão do Mundo soma agora duas vitórias em igual número de provas e conta com 14 pontos de vantagem sobre o colega de equipa Dani Pedrosa (Repsol Honda), que foi segundo na prova, e 44 sobre Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP).
 
Aliás, Lorenzo, que partiu do quinto posto, cometeu um erro impensável na partida, arrancando muito antes do sinal vermelho ser apagado. O maiorquino ainda esboçou uma travagem, mas depressa voltou a acelerar para entrar na via de boxes no final da primeira volta e ainda antes de ser chamado a cumprir a penalização. Em resultado da distracção, Lorenzo regressou depois à pista em último lugar e acabou por lograr terminar em décimo após uma corrida de recuperação.
 
Foi assim que Márquez assumiu as rédeas da corrida no final da primeira volta, posição que manteve de início a fim sem grandes problemas. O Campeão do Mundo foi o único a eleger o pneu duro e após o primeiro quarto da corrida começou a destacar-se do pelotão para terminar com confortáveis quatro segundos de margem, isto apesar de valente susto na última curva por total perda de concentração.
 
Pedrosa teve de voltar a contentar-se com a segunda posição em Austin, enquanto Andrea Dovizioso (Ducati) brilhou ao terminar em terceiro; o primeiro pódio desde a chegada de Gigi Dall’Igna à marca de Borgo Panigale. Entre os cinco primeiros da grelha, o italiano mostrou-se paciente e esperou até à 15ª volta para lutar com Andrea Iannone (Pramac Racing) e também sobre Stefan Bradl (LCR Honda). Este último tudo fez para lutar pela terceira posição com Dovizioso, mas não teve os argumentos necessários e acabou por terminar em quarto, à frente de Bradley Smith (Monster Yamaha Tech3), que garantiu o melhor resultado no MotoGP™.
 
Iannone atacou forte na fase final da corrida para, em seis voltas, escalar da 13ª posição para a sétima, terminando atrás de Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech3). Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) arrancou para a corrida para lutar pelo pódio, mas chegado à meia distância perdeu ritmo e cruzou a meta em oitavo, a 17 segundos de Iannone. Aleix Espargaró (NGM Forward Racing) e Lorenzo completaram o Top 10, com o maiorquino a somar seis pontos após a penalização na primeira volta.
 
Nicky Hayden (Drive M7 Aspar) foi 11º, à frente do colega de equipa Hiroshi Aoyama (Drive M7 Aspar). Mike di Meglio (Avintia Blusens) terminou em último, em 18º, após as desistências de Broc Parkes (PBM), Álvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini), este a sofrer a segunda queda em igual número de corridas. Cal Crutchlow (Ducati), que decidiu ir às boxes para trocar para o pneu macio, sofreu queda perto do final, com Colin Edwards (NGM Forward Racing) e Scott Redding (Drive M7 Aspar) também a não terminarem a corrida.
 
Veja aqui os resultados completos da corrida de MotoGP™.

Tags:
MotoGP, 2014, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›