Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Zeelenberg: "Lorenzo provou que está de volta"

Wilco Zeelenberg está certo que Jorge Lorenzo recuperou totalmente dos tempos difíceis que resultaram em fraco início da temporada de 2014 de MotoGP™. Em Mugello no domingo, o bi-Campeão do Mundo da categoria rainha lutou fortemente com Marc Márquez para terminar imediatamente atrás do líder da geral.

Ao longo das cinco primeiras jornadas da época, antes de Mugello, Lorenzo – que perdeu a luta pelo ceptro no ano passado por apenas quatro pontos – tinha somado apenas um pódio, na Argentina. Contudo, depois de várias mudanças dentro e fora da pista, o maiorquino ultrapassou Márquez por várias vezes numa luta fascinante que ambos proporcionaram e que rapidamente se tornou num dos mais memoráveis duelos em Itália.
 
“O Jorge provou que está de volta, mas temos de esperar pelo resto da época (para ver o que acontece) e o Marc também está muito forte,” explica o Director Desportivo da Movistar Yamaha MotoGP Zeelenberg ao motogp.com. “Penso que o Jorge recuperou a confiança e que melhorámos muitas pequenas coisas. Além disso, esta pista também é muito favorável ao estilo de pilotagem dele, pelo que temos de ver (se é o mesmo em Barcelona), mas ele muito capaz de dar um bom espectáculo e estamos muito contentes com isso.”
 
Questionado sobre como Lorenzo voltou à frente, o holandês disse: “Foi uma combinação. Ele sentiu-se muito confortável com a moto. Em Jerez e Le Mans ele já se tinha sentido muito melhor que nas corridas anteriores, pelo que esperávamos mais nessas corridas; como ele também disse, ele sentiu que estávamos a melhorar, mas ainda não tinha confiança para lutar com os da frente. Quando nos falta prestação perdemos pontos, isso é obviamente a desilusão das primeiras corridas.”
 
“Ele também sentiu que demos os passos certos: com a moto, com a electrónica e com a sua condição física – ele foi alvo de algumas operações durante o Inverno e não estava suficientemente apto. Mas, em particular, ele não conseguiu controlar a moto como queria e não o conseguia fazer durante dez, ou 12 voltas… por isso, colocar a moto no limite para a distância da corrida, que são 45 minutos, é algo que ele não conseguia fazer.”
 
“Creio que agora ele se sente muito mais convencido que o pode fazer outra vez porque ajustámos a moto a seu gosto, em particular para os novos pneus e novas regras.”
 
A próxima prova, no Circuito Barcelona-Catalunha, é uma das rondas caseiras de pilotos como Lorenzo, Márquez e Dani Pedrosa. A sétima jornada da época é também o início do segundo terço do Campeonato do Mundo de MotoGP™ de 2014.

Tags:
MotoGP, 2014, Jorge Lorenzo, Movistar Yamaha MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›