Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bautista e Redding motivados para reatarem a luta na Catalunha

Bautista e Redding motivados para reatarem a luta na Catalunha

Após o Grande Prémio de Itália o Team GO&FUN Honda Gresini ruma a Espanha neste fim‑de‑semana para competir num dos mais tradicionais e emocionantes eventos do calendário, o Grande Prémio da Catalunha, no rápido circuito de Montmelò, nos arredores de Barcelona.

Álvaro Bautista conta com excelentes resultados nas três categorias no Circuito da Catalunha; o espanhol venceu as corridas de 125cc, em 2006, e de 250cc, em 2009, feitos aos quais juntou um segundo lugar em 2008, também nas quarto de litro, e depois um quinto posto no ano de estreia no MotoGP™, em 2010.
 
“Sempre fui forte em Montmelò e é uma pista de que gosto muito,” explica o Bautista. “Além disso, correr em Espanha dá-me sempre motivação extra. Vou começar o fim‑de‑semana com uma comparação entre duas importantes soluções de suspensão fornecidas pela Showa para identificarmos o mais depressa possível a melhor direcção a seguir. O novo garfo frontal funcionou muito bem em Le Mans, enquanto em Mugello preferimos correr com a solução antiga. Por isso, temos de determinar qual é a melhor para esta pista, que é rápida e, em alguns aspectos, semelhante a Mugello.”
 
Já o colega de equipa Scott Redding, que soma 21 pontos na geral depois dos 13º lugar conseguido em Mugello, está a apenas dois pontos de distância de Nicky Hayden e Hiroshi Aoyama, que também rodam com uma Honda RCV1000R “Production Racer”. Na Catalunha o objectivo do estreante britânico é reduzir esta diferença para os rivais mais próximos com sólida prestação.
 
“Barcelona é uma das minhas pistas preferidas, mas pode ser diferente com esta moto,” começa por admitir Redding. “Vamos enfrentar novo desafio; mais um novo circuito para eu conhecer aos comandos de uma MotoGP, pelo que é certo que vamos ter de trabalhar arduamente no início, mas creio que temos boa afinação agora, pelo que espero que voltemos a ser a melhor Honda “Production Racer”. As duas longas rectas vão-nos custar muito tempo; é um pouco frustrante porque nos esforçamos muito apenas para vermos outros passarem por nós na recta. Contudo, temos de ser fortes e continuar a fazer o que temos feito.”

Tags:
MotoGP, 2014, GRAN PREMI MONSTER ENERGY DE CATALUNYA, Scott Redding, Alvaro Bautista, GO&FUN Honda Gresini

Outras actualizações que o podem interessar ›