Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dobradinha da Repsol Honda na qualificação de Sachsenring

Dobradinha da Repsol Honda na qualificação de Sachsenring

Marc Márquez regressou à pole position no eni Motorrad Grande Prémio da Alemanha com o colega de equipa Dani Pedrosa na segunda posição.

Os dois pilotos da Repsol Honda Team sofreram fortes quedas no primeiro dia de treinos, mas lograram recuperar e encabeçar a tabela de tempos na Q2, isto apesar de mais uma ida ao chão para Pedrosa.
 
A acção na FP4 foi reduzida com a chuva a obrigar muitos pilotos a ficarem nas boxes durante longos períodos, mas tal não teve impacto negativo nos dois homens da Honda que foram muito rápidos logo no início da Q2.
 
A volta de 1m20,937s de Márquez foi o bastante para a pole position. O resultado representou também a queda do recorde de seis anos da pole de Casey Stoner, na altura com pneus de qualificação. Márquez está agora em busca da quinta vitória consecutiva em Sachsenring no domingo.
 
O colega de equipa Pedrosa também lutou pela primeira posição da grelha durante boa parte da sessão. O experiente espanhol rodou em 1m21,233s a vários minutos do final, mas sofreu depois uma queda na Curva 1 ao perder a frente da moto, o que lhe retirou as esperanças de conquistar a pole. Ele saiu ileso do acidente, mas não foi depois capaz de apontar a causa do infortúnio.
 
Márquez comentou: “Começámos com uma grande queda na sexta-feira, mas recuperámos confiança aos poucos. Já ontem à tarde o ritmo era muito bom. Na FP4 senti-me muito bem, melhorámos a afinação e encontrei um pouco mais de aderência. Puxei e consegui estabelecer uma boa volta, batendo o recorde do circuito. Amanhã é o mais importante, uma grande corrida antes das férias.”
 
Pedrosa acrescentou: “Tive bom ritmo durante a qualificação, mas infelizmente sofri uma queda. Talvez tenha cometido um erro, ou passado num ressalto. Ainda assim é bom. A primeira linha e a partida são muito importantes aqui, já que é muito estreito. O tempo está bom, mas espero que não fique demasiado quente porque a aderência cai um pouco. Felizmente estou bem depois das duas quedas; obrigado aos mecânicos por arranjarem a moto.”

Tags:
MotoGP, 2014, eni MOTORRAD GRAND PRIX DEUTSCHLAND, Dani Pedrosa, Marc Marquez, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›