Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Márquez e Pedrosa estreiam-se aos comandos da máquina de 2015

Após as condições climatéricas instáveis de terça-feira, o dia de hoje foi marcado pelo primeiro contacto de Marc Márquez e Dani Pedrosa, da Repsol Honda Team, com o protótipo de MotoGP que a Honda usar no próximo ano.

Eles passaram a maior parte da manhã aos comandos da RC213V e depois, mesmo antes do almoço, Márquez deixou as boxes com o modelo de 2015. Pedrosa não tardou a seguir o exemplo e depois ambos os pilotos voltaram a entrar no pit lane de Brno para tecerem os seus comentários à formação e também aos demais engenheiros da HRC que marcaram presença neste teste.
 
Ambos apontaram alguns aspectos positivos da nova montada, sem deixarem, contudo, de revelar que há pontos a melhorar. As respostas serão cruciais para o próximo estágio de desenvolvimento da máquina.
 
No total Márquez completou 53 voltas com a presente moto – sofrendo nova pequena queda na Curva 5 – e outras 20 com o protótipo de 2015, em relação ao qual sublinhou as melhorias na velocidade em curva.
 
Pedrosa totalizou 41 passagens pela meta com a moto de 2014, concentrando-se em afinações de mapeamento, e 16 voltas com o novo protótipo.
 
O teste de três dias termina nesta quinta-feira.
 
Marc Márquez
53 voltas (2014, RC213V) – 20 voltas (2015, Protótipo)
“O segundo dia correu bem, apesar dos níveis de aderência ainda não estarem tão elevados como gostaria para levar a cabo o teste planeado da melhor forma; quando queremos rodar um pouco mais rápido para nos aproximarmos do limite e avaliarmos as coisas torna-se arriscado. Ao tentar esta manhã sofri nova queda na Curva 5; uma vez mais, perdi aderência na frente. Durante o dia conseguimos avaliar a nova moto e as primeiras impressões são boas. É claro que há coisas positivas e outras não tão positivas, mas as primeiras impressões são satisfatórias. Os tempos que conseguimos com a nova moto são semelhantes aos da actual, pelo que estamos contentes.”
 
Dani Pedrosa
41 voltas (2014, RC213V) – 16 voltas (2015, Protótipo)
“Hoje demos muitas voltas, todas elas no seco. O tempo esteve mais estável e permitiu-nos testar muitas coisas. A pista ainda não tem muita aderência, mas conseguimos somar mais quilómetros e obter as primeiras impressões da nova moto. A nova máquina ainda está na sua infância, mas temos boas ideias para quando tivermos a próxima oportunidade de a testar – no final do ano.”

Tags:
MotoGP, 2014, Marc Marquez, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›