Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dunlop avalia o uso de pneus ao cabo de meia época

Dunlop avalia o uso de pneus ao cabo de meia época

Com a paragem de meio da época já a decorrer a Dunlop reviu algumas tendências interessantes de 2014 do ponto de vista dos pneus.

Na temporada passada os seis primeiros do Campeonato do Mundo de Moto2™ só escolheram os mesmos pneus por oito vezes em 17 corridas. Esta época temos visto muito menos variedade com os seis primeiros até ao momento.
 
Na Argentina Luís Salom terminou em terceiro depois de ter escolhido o pneu traseiro macio 997 por oposição ao duro especial 067. O 997 também foi a escolha do Tito Rabat e de Simone Corsi em Mugello, que terminaram em primeiro e quarto, enquanto os restantes dos seis primeiros optaram pelo composto macio.
 
Clinton Howe, Director de Operações da Dunlop para Grandes Prémios de Motociclismo, explica porquê dizendo: “No ano passado estávamos numa posição em que queríamos ter duas opções  muito parecidas para os pilotos lhes darem uma hipótese. O nosso desenvolvimento tem sido constante e concentrámo-nos no aumento da janela de funcionamento dos nossos pneus.”
 
“Isto fez com que os pneus que levamos para as pistas agora sejam muito mais versáteis que há uns anos e que se adaptem a mais condições. Assim que o piloto conhece os pneus e se sente confortável com eles pode começar a concentrar-se em afinar a moto, em vez de andar a trocar de pneus – há menos variáveis se ficarem com um pneu que sabem que funciona para eles.”
 
Os pneus para 2014 são genericamente mais “duros” que os de 2013. Os pneus normalmente rejeitavam os pneus duros com a percepção que davam menos aderência e que eram “mais lentos” que os macios. Sachsenring foi ganho com a mais recente geração de pneu duro especial, mas a corrida foi sete segundos mais rápida que em 2013 com os compostos macios.
 
O trabalho de desenvolvimento da Dunlop é um processo contínuo e as reações ao desenvolvimento positivo nos testes são implementadas o mais depressa possível. O teste de Phillip Island em Março resultou na introdução do novo especial duro 25-067 em pista em Junho. O trabalho com as especificações de 2015 já decorre; assim, enquanto os pilotos estão concentrados na segunda metade da época a Dunlop está a planear muito à frente para melhorias para o futuro.”

Tags:
Moto2, 2014

Outras actualizações que o podem interessar ›