Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Passo em frente com máquina de 2015 no teste pós-GP de Brno

Passo em frente com máquina de 2015 no teste pós-GP de Brno

O líder do Campeonato Marc Márquez e o vencedor da corrida de domingo Dani Pedrosa voltaram à pista em Brno na segunda-feira para o teste pós-GP.

Esta foi a oportunidade para os pilotos da Repsol Honda confirmarem algumas modificações feitas no protótipo de 2015 depois do ensaio inicial levado a cabo nesta mesma pista há pouco mais de um mês. Apesar de ligeira chuva durante a tarde, as condições da pista estavam notavelmente melhores que durante o teste de Julho – depois da acção do fim‑de‑semana – e ambos os pilotos reportaram de forma positiva no que toca à evolução da RC213V, em especial do chassis, e assinaram os seus melhores tempos do dia na nova máquina.
 
Márquez, que terminou fora do pódio pela primeira vez na carreira de MotoGP™, voltou hoje ao topo da tabela de tempos ao trabalhar nas afinações da actual montada de 2014 durante a manhã. De tarde concentrou-se na máquina de 2015 e assinou o melhor tempo do dia (1m55,411s à 54ª das 55 voltas que fez) e novo recorde, 0,116s mais lesto que a pole de Crutchlow de 2013 (1m55,527s), e 0,174s mais rápido que a sua própria pole position de sábado (1m55,585s).
 
“Hoje (segunda-feira) correu muito bem e estou muito contente porque acabámos com as dúvidas que tínhamos depois da corrida de ontem (domingo),” explicou Márquez. “Não tínhamos compreendido o que tinha acontecido. Chegámos à conclusão que foi a combinação de muitos factores porque hoje (segunda-feira) fomos rápidos desde o início e tivemos um bom ritmo com a mesma afinação de domingo. De manhã centrámos o trabalho na moto deste ano, usando algumas afinações diferentes, e senti-me logo confortável. Depois testámos outra vez a nova moto, que tem muito potencial, e assinámos bom tempo com ela. A melhor coisa é que o ritmo que tivemos no teste foi o mesmo que tivemos todo o fim‑de‑semana – excepto no domingo.”
 
Pedrosa trabalhou no acerto de suspensão e mapeamento de motor da sua RC213V de 2014 em preparação para o resto da época. Contudo, ele também garantiu a sua melhor marca de 1m56,014s (na 23ª das 38 voltas que fez) com o protótipo de 2015 e terminou em terceiro.
 
“Usámos este teste para experimentarmos diferentes afinações tirando partido dos dados recolhidos na corrida aqui em Brno,” disse Pedrosa. “Acima de tudo, concentrámos o trabalho nas suspensões e mapeamento do moto tendo em vista as corridas que ainda temos pela frente. Também testámos a moto do próximo ano, que teve algumas actualizações face aquela que usámos aqui no teste de Julho. Depois do primeiro ensaio fizemos algumas alterações; algumas funcionaram bem, outras não, mas conseguimos dar mais um passo em frente com este desenvolvimento e o próximo teste que teremos com ela será em Valência.”

Tags:
MotoGP, 2014, Marc Marquez, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›