Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rabat e Kallio reflectem sobre épico duelo

Rabat e Kallio reflectem sobre épico duelo

Para garantir a vitória na corrida de Moto2™ de domingo em Silverstone Tito Rabat teve de levar a melhor numa dura batalha com o colega de equipa na Marc VDS Racing Team, Mika Kallio.

Foi a terceira vez em 2014 que a dupla da Marc VDS ocupou as duas primeiras posições do pódio e a vitória significa que Rabat triunfou agora em metade das 12 corridas já disputadas, o que lhe dá uma margem de 17 pontos sobre Kallio no topo da classificação do Campeonato do Mundo.
 
Depois de ter lutado com as condições e afinação durante todo o fim‑de‑semana de Silverstone, a vitória foi muito bem recebida por Rabat, que estava visivelmente satisfeito com o resultado.
 
Para Kallio foi a desilusão depois de perder para o colega de equipa por apenas 0,063s numa corrida que dominou praticamente até aos derradeiros momentos. Apesar de se ter defendido bem na última volta, o finlandês de 31 anos não teve resposta para o também agressivo colega de equipa na Marc VDS.
 
Após a corrida Rabat disse: “O início foi normal; as primeira voltas não foram boas bem más, mas assim que começámos a ficar com menos combustível conseguir puxar cada vez mais. Entrei numa boa luta com o (Jonas) Folger, (Maverick) Viñales, (Johann) Zarco e, eventualmente, com o Mika, que consegui superar na última volta.”
 
“Estou muito contente porque aqui não fui o mais rápido em pista, os outros pilotos tinham melhor afinação que nós hoje. A equipa e eu demos tudo, corremos todos os riscos e deu frutos. Isso fez a vitória ainda mais especial.”
 
Enquanto isso, Kallio reflectiu: “A corrida foi mais ou menos como esperávamos. Puxei forte desde o início e tentei isolar-me na frente, mesmo não sendo fácil fazê-lo aqui em Silverstone. Consegui construir uma vantagem de cerca de 1,5s a meio da corrida, o que não foi mau, mas sabia que o Tito podia ser rápido no final, como sempre. Ele baixou os seus tempos por volta e começou a aproximar-se, pelo que voltei a puxar, mas não consegui melhorar o meu tempo.”
 
“Nesta pista, assim que nos aproximamos o suficiente para o cone de ar ganhamos cerca de 0,5s e reduzimos o atraso muito depressa. Sabia que ia ser uma luta dura e foi, mas é claro que não estou contente com o segundo posto. Há um longo caminho a ainda pela frente, pelo que não estou demasiado preocupado com a diferença de pontos, mas depois de hoje sei que talvez tenha de ser mais agressivo com o Tito de futuro, em especial quando somos os dois no final da corrida.”

Tags:
Moto2, 2014, HERTZ BRITISH GRAND PRIX, Mika Kallio, Tito Rabat, Marc VDS Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›