Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pilotos antevêem encontro de Misano com emoção

Pilotos antevêem encontro de Misano com emoção

Na conferência de imprensa de pré-evento desta quinta-feira no Grande Prémio TIM de São Marino e da Riviera de Rimini o Campeão do Mundo de MotoGP™ Marc Márquez contou com a companhia de Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Andrea Dovizioso, Scott Redding e Danilo Petrucci.

Após o triunfo em Silverstone, que o deixou mais perto de revalidar o ceptro de MotoGP™, o piloto da Repsol Honda Márquez anteviu o fim‑de‑semana de Misano dizendo: “Vai ser difícil, principalmente com o Valentino em casa. O Jorge está cada vez mais forte e tem sido muito forte aqui. O Dani (Pedrosa) também, é segundo no campeonato, pelo que tenho de gerir a vantagem que tenho sobre ele. Se conseguirmos lutar pela vitória é claro que o vamos fazer.”
 
Rossi, da Movistar Yamaha MotoGP, está verdadeiramente em casa este fim‑de‑semana, com a terra natal Tavullia a poucos quilómetros do circuito. Ele afirmou: “Estou contente com o início da segunda metade da época. O Jorge e o Marc estão muito fortes e o Jorge está a recuperar bem. Estiveram um pouco melhores que nós em Silverstone, por isso o objectivo é começar forte na sexta-feira. É um GP em casa, pelo que são muitas as emoções porque estamos muito perto de minha casa. É uma boa pista para mim e para a Yamaha. O Jorge ganhou aqui nos últimos três anos, por isso podemos estar lá.”
 
Por seu lado, Lorenzo não está a contar com os excelentes resultados do passado em Misano para ter vantagem sobre os rivais. “O passado não nos dá qualquer vantagem para este ano, por isso vamos começar do zero. Não sei por que é que funciona bem para nós, talvez as chicanes, ou as curvas rápidos. Espero que possamos manter viva a tradição.”
 
Para o piloto da Ducati Team, Dovizioso, o facto de ser italiano a correr com uma moto italiana deverá representar apoio extra este fim‑de‑semana. Ele disse: “Em Silverstone estivemos muito perto do pódio, pelo que temos de começar agressivos desde a FP1. Fizemos aqui um teste com o pneu de especificação duro antes de Silverstone e o nosso ritmo foi fantástico.”
 
Para o estreante de MotoGP™ Redding, da GO&FUN Honda Gresini Team, é a oportunidade de rodar pela primeira vez no circuito com uma máquina da categoria rainha. O piloto Open Honda disse: “Pensei que Silverstone seria muito difícil, mas correu bem. Espero que aqui corra também tudo bem, devemos conseguir melhorar um pouco com o pneu macio. O limite no MotoGP é uma loucura, não há limite. Ainda estou a crescer. Por um minuto pensas que estás lá, depois és apanhado por alguém e tens de puxar ainda mais.”
 
O terceiro italiano a falar foi Petrucci, da Octo IodaRacing Team, que reconheceu: “É o meu terceiro ano no MotoGP. Dei um passo em frente do primeiro para o segundo ano, mas este ano andei para trás! Este ano está a ser muito difícil e começámos as primeiras corridas com muitos problemas. A moto é mesmo nova. Depois fracturei o pulso e ainda tenho de ir à Clínica Móvel após todas as sessões. É complicado.”

Tags:
MotoGP, 2014, GP TIM DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI

Outras actualizações que o podem interessar ›