Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pilotos da Movistar Yamaha nas segunda e terceira linhas em Aragão

Pilotos da Movistar Yamaha nas segunda e terceira linhas em Aragão

Os pilotos da Movistar Yamaha MotoGP, Valentino Rossi e Jorge Lorenzo, tiveram um complicado segundo dia este sábado ao qualificarem-se nas sexta e sétima posições da grelha para o Grande Prémio Movistar de Aragão.

Depois de ter lutado muito ontem e hoje para encontrar bom ritmo, Rossi deu por si esta tarde a ter de competir na primeira qualificação. Um fraco início com o pneu macio começou por deixar o italiano em nono, mas não tardou a disparar para o topo da tabela de tempos da Q1.
 
O italiano foi depois para a Q2, onde começou por apresentar desde logo um bom registo que haveria ainda melhorar com um ataque final, mas um forte conjunto de voltas por parte dos rivais ao cair do pano acabou por relegar Rossi de quarto para sexto.
 
“Os treinos ontem foram complicados e hoje também porque estamos com falta de aderência,” começou por explicar o nove vezes Campeão do Mundo. É difícil rodar com a moto no limite porque em algumas voltas começa a patinar muito. Trabalhámos arduamente com a equipa para tentarmos melhorar algumas diferentes afinações. Parece que esta tarde encontrámos algumas coisas, pelo que parto da segunda linha da grelha amanhã, o que é bom. Agora temos de tentar encontrar alguma pequena melhoria no warm up e para a corrida para podermos tentar dar o máximo amanhã. A grande dúvida é o pneu frontal, podemos usar o médio ou o duro. São muito semelhantes, pelo que temos de ver como está a temperatura da pista.”
 
Já Lorenzo, determinado em conseguir o melhor de um fim‑de‑semana complicado, foi para a pista assim que começou a segunda qualificação para rodar a fundo. Ele começou por ocupar a pole provisória, caindo depois de para terceiro antes de subir ao segundo posto. Contudo, os ataques finais da oposição fizeram-no perder posições até terminar em sétimo.
 
“É incrível como em apenas duas semanas tudo pode mudar só pela pista,” desabafou Lorenzo. “É verdade que este ano estamos a ter mais dificuldades para sermos competitivos aqui. Estou muito desapontado porque hoje recebemos dois maus pneus para a traseira. Não eram bons. Um, de manhã, tinha defeito, e o segundo, na qualificação, também não estava bom. Esperava melhorar quatro ou cinco décimos, mas não consegui, só melhorei um décimo. Quando se tem mais dificuldades por vezes ficamos ainda com mais problemas, como aconteceu hoje. Creio que o nosso ritmo não é mau em comparação com a nossa posição na grelha, pelou que se fizermos boa partida e tivermos paciência talvez possamos lutar. As duas primeiras curvas vão ser complicadas, depois aos poucos talvez possamos ganhar posições e lutar pelo pódio.”

Tags:
MotoGP, 2014, GRAN PREMIO MOVISTAR DE ARAGÓN, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Movistar Yamaha MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›