Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dovizioso optimista apesar de queda de Aragão

Dovizioso optimista apesar de queda de Aragão

Andrea Dovizioso manteve-se optimista depois de desistir por queda no Grande Prémio Movistar de Aragão – o italiano foi atraiçoado pelas complicadas condições climatéricas já na fase final da corrida.

O piloto da Ducati Team revelou que até pensou que a vitória era possível antes de ir ao chão na 19ª volta, quando a chuva começou a cair com mais intensidade no circuito MotorLand. Na altura ele era quarto, atrás de Dani Pedrosa, Marc Máxrquez e Jorge Lorenzo.
 
As quedas de Pedrosa, Márquez e Dovizioso acabaram por deixar Lorenzo isolado na frente para vencer, enquanto o colega de equipa de Dovizioso, Cal Crutchlow ainda conseguiu dar o pódio à Ducati Team.
 
Dovizioso, que partiu da terceira linha da grelha, subiu a quarto na oitava volta depois de passar Pol Espargaró. Apesar da chuva, o transalpino manteve-se em pista e conseguiu ganhar terreno aos três espanhóis à sua frente, mas à 19 volta perdeu o controlo da Desmosedici GP14 na Curva 9 e foi cuspido da moto.
 
Ele disse: “Estava tudo a correr bem enquanto a pista esteve seca e estava em quarto. Quando começou a chover comecei a ganhar terreno aos líderes. Infelizmente cometi um erro na Curva 9; era difícil ver onde a pista estava molhada e perdi a traseira da minha GP14. Foi uma pena porque estava perto do Lorenzo e no final da volta ia entrar para trocar de moto.”
 
“Penso mesmo que teria lutado pela vitória com ele, tendo em conta a forma como as coisas acabaram por correr. Foi uma situação da qual teríamos tirado partido porque foram muitos os pilotos que cometeram erros. Felizmente só me magoei nas nádegas, não na pelvis; dói um pouco, mas não é nada de grave.”

Tags:
MotoGP, 2014, GRAN PREMIO MOVISTAR DE ARAGÓN, Andrea Dovizioso, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›