Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Análise de Aoki, da Bridgestone, a Aragão

Análise de Aoki, da Bridgestone, a Aragão

Shinji Aoki, Director do Departamento de Desenvolvimento de Pneus de Motociclismo da Bridgestone, revê o Grande Prémio Movistar de Aragão.

O fim‑de‑semana de corridas de Aragão começou fresco, mas com sol, antes da chuva marcar presença no domingo. Após um início de corrida no seco, a forte chuva começou a cair no final da prova e a temperatura máxima do piso foi de 23ºC, menos 11ºC que no ano passado.
 
P&R com Shinji Aoki, Director do Departamento de Desenvolvimento de Pneus de Motociclismo da Bridgestone
 
O fim‑de‑semana do Grande Prémio de Aragão teve as temperaturas de pista mais baixas da época até ao momento. Como é que a Bridgestone se prepara para isto, tendo em conta que no passado as temperaturas foram muito mais elevadas?
“O circuito de Aragão pode ter grandes variações de temperatura ambiente e de pista, pelo que temos de garantir que a nossa distribuição de pneus para este circuito é capaz de lidar com isso. É crucial encontrar bom equilíbrio entre prestação de aquecimento, durabilidade e estabilidade em curva e travagem quando desenvolvemos pneus para Aragão. A nossa oferta alargada de pneu frontal em Aragão este ano respondeu bem às condições de pista do fim‑de‑semana e apesar de só terem sido usados os slick frontais macio e médio, se tivéssemos tido temperaturas mais elevadas os pilotos teriam também o composto duro.”
 
“Os três compostos de slick traseiros foram usados ao longo do fim‑de‑semana, incluindo a corrida e não só tivemos novo recorde da melhor volta do circuito na qualificação, como os comentários dos pilotos em geral foram bons.”
 
As temperaturas estavam muito frias para a corrida de domingo e mesmo assim três pilotos escolheram o slick traseiro de composto duro. Vimos todas as opções de slicks serem usadas em corrida antes, mas foi surpresa assistir a isso neste domingo?
“Não é surpresa alguns pilotos adoptarem o slick traseiro de composto duro na corrida; o Marc Márquez foi muito rápido com esta opção na FP3 com a temperatura de pista na ordem dos 20ºc. Ele mostrou, com a comparação com o composto médio na manhã de sábado, que a Honda conseguia boa prestação do slick duro com baixas temperaturas.”
 
O principal pneu de chuva para Aragão era o macio, mas a maior parte dos pilotos foi para o duro durante a corrida. Porquê esta escolha por parte de tantos?
“O warm up de domingo foi importante porque foi a primeira sessão totalmente molhada em alguns anos em Aragão e permitiu aos pilotos compreender como se comportam os nossos pneus de chuva aqui. O equilíbrio entre a prestação e durabilidade do pneu de chuva de composto duro em Aragão fez com que fosse uma escolha popular entre os pilotos no domingo.”

Tags:
MotoGP, 2014

Outras actualizações que o podem interessar ›