Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati garante primeira pole position desde 2010 com Dovizioso

Ducati garante primeira pole position desde 2010 com Dovizioso

A Q2 de MotoGP™ foi novamente um sprint para a pole do Motul Grande Prémio do Japão, com a Dovizioso a assegurar a primeira posição da grelha, com Rossi e Pedrosa também na linha da frente -  apesar de uma queda de Pedrosa no final da sessão.  

Um novo recorde no circuito Twin Ring Motegi, com 1m44,502s, estabelecido por Dovizioso deu à Ducati Team a primeira pole position desde a pole Casey Stoner em Valência, em 2010.
 
Para ver os resultados completos da Q2 de MotoGP carregue aqui.
 
Atrás de Dovizioso, Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) chegou a estar na frente no início da sessão, mas acabou por ficar a 0,055s do tempo fixado pelo seu compatriota.
 
Pedrosa (Repsol Honda Team) também tentou chegar à pole, mas acabou por cair na curva 12 já no final da sessão. De qualquer modo, o espanhol qualificou-se para a primeira linha da grelha, um quarto de segundo atrás de Dovizioso, com três fabricantes diferentes representados na linha da frente.
 
Marc Marquez (Repsol Honda Team), que tem esta semana a hipótese de revalidar o título, vai partir da quarta posição da grelha, depois de ter ficado apenas a 0,02s atrás do seu companheiro de equipa, Pedrosa.
 
O vencedor da corrida de Aragão, Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP) qualificou-se em quinto, com uma diferença de 0,282s da pole. A segunda linha da grelha será ainda ocupada por Andrea Iannone (Pramac Racing), que tal como Dovizioso tirou vantagem da utilização de um pneu traseiro extra mole.
 
Pol Espargaro (Monster Yamaha Tech3), Cal Crutchlow (Ducati Team) e Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP) vão partir da terceira linha, enquanto Bradley Smith (Monster Yamaha Tech3) garantiu a 10ª posição.
 
Aleix Espargaro (NGM Forward Racing) e Alvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini) estiveram envolvidos numa dura luta na sessão da Q1, acabando por se qualificar em 11º e 12º, respectivamente. Espargaro teve de se esforçar na última volta da Q1 devido à pressão de Yonny Hernandez (Energy T.I. Pramac Racing), que vai partir do 13º posto.

Tags:
MotoGP, 2014, MOTUL GRAND PRIX OF JAPAN, Q2, Andrea Dovizioso, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›