Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Sexto para Iannone, desilusão para Hernández

Sexto para Iannone, desilusão para Hernández

Em Motegi, no domingo, Andrea Iannone cruzou a meta em sexto, mas a corrida do colega de equipa Yonny Hernández terminou em desilusão na última curva.

Iannone tem demonstrado maturidade com prestação consistente naquela que é a sua segunda época na categoria rainha, rodando com regularidade nos dez primeiros primeiros e lutando pelo Top 5. Isto valeu-lhe um lugar na Ducati Team a partir de 2015.
 
Ele recuperou da desistência de Aragão com uma boa prestação rumo ao sexto posto no Japão depois de se ter qualificado em sexto no sábado.
 
O único lamento do piloto da Pramac Racing está relacionado com a primeira parte da corrida, em que não conseguiu as melhores sensações com a Ducati GP14.2 e não conseguiu lutar com o grupo da frente.
 
“Não tive boas sensações com a moto no início da corrida à entrada nas curvas e a aceleração da moto não estava perfeita. Ao cabo de algumas voltas melhorei as sensações e consegui puxar e manter bom ritmo. Pena não termos estado melhor no início da corrida e não termos terminado mais perto do grupo da frente,” afirmou Iannone.
 
Enquanto isso, Hernández, da EnergyT.I. Pramac Racing, lutou pelo décimo posto nos momentos finais da prova, mas na última curva a luta com Aleix Espargaró terminou com o colombiano no chão. Espargaró foi depois penalizado com um ponto pela Direcção de Corrida.
 
Hernández disse: “Estou muito contente com a minha prestação na corrida. Lutei com o Bautista, mantendo-o atrás de mim durante três quartos da corrida sem cometer erros, mantendo bom ritmo e boa concentração. O Aleix Espargaró bateu-me e fez-me cair na última curva.”

Tags:
MotoGP, 2014, MOTUL GRAND PRIX OF JAPAN, Andrea Iannone, Yonny Hernandez, Pramac Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›