Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Phillip Island dá a Rabat a primeira possibilidade do título

Phillip Island dá a Rabat a primeira possibilidade do título

Tito Rabat, da Marc VDS Racing Team, lidera o Campeonato do Mundo de Moto2™ à chegada ao Tissot Grande Prémio da Austrália, com 38 pontos de vantagem sobre o colega de equipa Mika Kallio.

A vantagem de Rabat aumentou em cinco pontos no domingo no Japão, com o líder do Campeonato a ter terminado em terceiro e Kallio em quinto. Se Rabat vencer a corrida na Austrália e Kallio terminar em quarto, ou pior, o espanhol conquista a coroa de 2014.
 
Apesar de Rabat nunca ter terminado no pódio na Austrália, a sua excelente forma esta época, em especial nas semanas mais recentes, sugere que é mais que capaz de conquistar outro resultado entre os três primeiros na 16ª jornada.
 
Kallio nunca venceu em Phillip Island, mas conta com dois pódios, um segundo lugar nas 125cc em 2006 e um terceiro nas 250cc em 2008. O finlandês vai dar tudo o que tem para se manter na corrida ao ceptro, mesmo com as probabilidades contra ele.
 
O Campeão do Mundo de Moto3™ e Melhor Estreante do Ano da categoria intermédia, Maverick Viñales (Paginas Amarillas HP 40) – que no próximo ano vai correr no MotoGP™ com uma Suzuki – ainda ocupa o terceiro posto da geral e tem possibilidades matemáticas de chegar ao ceptro; ele está a 70 pontos de Rabat. No ano passado foi segundo no GP da Austrália, a meros três milésimos de segundo de Alex Rins num dramático photo finish da Moto3™.
 
Logo atrás em quarto, está Dominique Aegerter (Technomag carXpert), seguido do compatriota Luthi, que venceu de forma impressionante a corrida de domingo no Japão. Luthi foi segundo no ano passado em Phillip Island.
 
Sexto da geral é Johann Zarco (AirAsia Caterham), que em Motegi ficou às portas do pódio, em quarto, depois de ter terminado nos três primeiros nas duas rondas anteriores.

Tags:
Moto2, 2014, TISSOT AUSTRALIAN GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›