Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo e Rossi na luta pelo segundo lugar

Lorenzo e Rossi na luta pelo segundo lugar

Depois da vitória em Motegi, o piloto da Movistar Yamaha MotoGP Jorge Lorenzo partiu de imediato para o próximo desafio do calendário do MotoGP™, o Tissot Grande Prémio da Austrália, onde o espanhol e o seu companheiro Valentino Rossi irão prosseguir a luta pela segunda posição na classificação geral.  

Rossi está ansioso por defender o segundo lugar no Campeonato do companheiro de equipa, Jorge Lorenzo, e do adversário da Repsol Honda Dani Pedrosa.
 
A experiência do ‘The Doctor’ será por certo importante durante a luta do fim-de-semana. Rossi é um dos pilotos com mais êxitos no circuito de Phillip Island.
 
A começar em 2001, conseguiu cinco impressionantes vitórias nos anos seguintes, a que juntou depois mais quatro pódios consecutivos. O nove vezes Campeão do Mundo da classe rainha venceu na pista australiana entre 2001 e 2005, foi segundo em 2008 e em 2009 e somou três terceiros lugares em 2000, 2006, 2007, 2010 e 2013.
 
Este fim-de-semana Rossi poderá tornar-se no primeiro piloto a somar 250 partidas na classe rainha em corridas de Grande Prémio. Rossi lidera a lista de pilotos com mais partidas em Grandes Prémios, que inclui também Alex Barros (245 corridas da classe rainha), Loris Capirossi (217), Colin Edwards (196) e Nicky Hayden (195).
 
Após uma importante vitória em Motegi, o seu companheiro de equipa, Lorenzo, está também preparado para a competição. Phillip Island é o circuito favorito do espanhol. Ele já conquistou dois segundos lugares na classe rainha, em 2010 e 2012 e venceu no ano passado, em circunstâncias pouco habituais. Por razões de segurança, a corrida foi reduzida para 19 voltas e os pilotos foram obrigados a trocar de mota à volta 10.
 
Lorenzo detém o recorde de volta mais rápida no circuito de Phillip Island desde o ano passado, quando assinou um tempo de 1m27,899s na pista de 4,448 km.
 
Rossi comentou: “Estamos em luta pelo segundo lugar, eu, o Jorge e o Pedrosa e estou preocupado porque o Lorenzo é muito rápido. Temos de dar o máximo. Adoro Phillip Island e Sepang, mas três corridas consecutivas é sempre muito difícil e uma boa partida é muito importante. O pódio no Japão foi outro resultado positivo, especialmente porque estive bem ao longo da corrida e estive sempre muito perto do Marquez e do Jorge”.
 
“Estivemos com um ritmo muito alto e a minha mota estava a trabalhar muito bem. Gosto muito do Grande Prémio Australiano e quero fazer uma boa corrida aqui, em parte porque a maioria da minha equipa é australiana. Quero voltar ao pódio e tentar vencer outra vez. Estamos a trabalhar bem, gosto do circuito e a Yamaha está forte, por isso penso que conseguimos fazer isso. Estou em boa forma, por isso vai ser uma luta divertida.”
 
Lorenzo, por seu lado, afirmou: “Foi muito bom vencer mais uma vez em Motegi. Vencer duas corridas consecutivas, depois de um desapontante início de temporada é incrível, não apenas para mim, mas também para todos da Yamaha que trabalharam muito. Agora estou ansioso por correr em Phillip Island, outra sítio incrível para correr. A Austrália é sempre especial e a pista é perfeita para nos divertirmos”.
 
“Para mim, o prazer de correr com a M1 é difícil de explicar, mas adoro as curvas longas e rápidas, especialmente a última antes de entrarmos na recta da meta. Espero que seja mais outro grande fim-de-semana e que consigamos lutar outra vez pela vitória, que é muito importante para o Campeonato”.

Tags:
MotoGP, 2014, TISSOT AUSTRALIAN GRAND PRIX, Valentino Rossi, Movistar Yamaha MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›