Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Primeiro pódio de MotoGP™ para Smith

Primeiro pódio de MotoGP™ para Smith

O piloto da Monster Yamaha Tech 3 Bradley Smith fez uma corrida cautelosa no Tissot Grande Prémio da Austrália, assinando o seu melhor resultado de sempre na classe rainha.  

Da quarta posição da grelha, Smith fez uma fantástica partida, lutando de imediato pela liderança. Depois começou a perder posições. O piloto inglês começou depois a recuperar, ficando entre um grande grupo de pilotos, incluindo Andrea Iannone (Pramac Ducati), Dani Pedrosa (Repsol Honda Team), Aleix Espargaro (NGM Forward Racing), Andrea Dovizioso (Ducati Team), Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP) e o seu companheiro de equipa Pol Espargaro (Monster Yamaha Tech 3).
 
A luta dentro do grupo foi difícil e teve vários incidentes, como a colisão entre Iannone e Pedrosa na Curva 4. Por pouco, Smith conseguiu evitar o incidente entre Bradl e Aleix Espargaro algumas voltas mais tarde, exactamente na mesma curva.
 
Concentrado, Smith tentou afastar-se de Dovizioso e dos restantes pilotos. Mais tarde, as quedas de Cal Crutchlow (Ducati Team) e do seu companheiro de equipa Espargaro, outra vez na Curva 4, levaram Smith ao pódio.
 
Agora com 108 pontos no Campeonato, Smith está em oitavo, apenas a nove pontos de Aleix Espargaro, que está na sexta posição da classificação geral. Após o final da corrida recebeu um ponto de penalização por ter ultrapassado depois de ter sido mostrada a bandeira amarela na sequência da queda de Bradl.
 
“É um resultado incrível para mim. Fiz uma partida muito boa e tentei dar o máximo, tive grandes momentos. A determinado momento estava a andar muito rápido. Cometi alguns erros, apesar da boa partida. Depois acalmei-me e concentrei-me mais. Terminei a lutar com mais cinco ou seis pilotos, como se estivesse outra vez na Moto2. Por pouco consegui evitar o incidente entre o Bradl e Aleix, foi por pouco! Tive alguma sorte por conseguir evitar”, disse Smith. 
 
O piloto acrescentou: “Vi o meu colega de equipa e o Cal a caírem na Curva 4 à minha frente. Nem sabia que era terceiro na última volta. Cruzei a linha da meta e afinal estava só o Jorge e o Rossi à minha frente, por isso olhei para o écran gigante. Depois comecei a fazer barulhos estranhos no meu capacete, é muito especial este meu primeiro pódio. Um grande obrigado para a minha equipa por acreditar em mim o suficiente para estarmos juntos este ano e o próximo”.
 

Tags:
MotoGP, 2014, TISSOT AUSTRALIAN GRAND PRIX, Bradley Smith, Monster Yamaha Tech 3

Outras actualizações que o podem interessar ›