Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Um dia para esquecer para a Repsol Honda em Phillip Island

Um dia para esquecer para a Repsol Honda em Phillip Island

No Tissot Grande Prémio da Austrália, o dia de domingo em Phillip Island foi difícil para a Repsol Honda, com os dois pilotos a não terminarem a corrida, depois da colisão de Dani Pedrosa e da queda de Marc Marquez quando estava na frente.  

Foi um fim-de-semana complicado para a Repsol Honda Team. Depois de ter conquistado na semana passada, no Japão, o Campeonato do Mundo, as coisas na Austrália não correram como previsto.
 
Pedrosa teve uma partida difícil e foi ultrapassado por vários pilotos, acabando por cair para a nona posição na volta cinco. Na volta sete viu Andrea Iannone (Pramac Racing) tocar no pneu traseiro da Honda de Pedrosa na Curva 4, que foi obrigado a sair da corrida.
 
Entretanto, Marquez, tinha conseguido ultrapassar Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP) e liderava a corrida. Quando já tinha uma vantagem de quatro segundos e faltavam dez voltas para o final da corrida, o duas vezes Campeão do Mundo de MotoGP™ perdeu a frente da mota,
 
A última vez em que nenhum dos pilotos da Repsol Honda tinha terminado a corrida tinha sido em Portugal, em 2010. Agora a equipa vai começar a preparar a última de três tiradas consecutivas, agora na Malásia.
 
Pedrosa perdeu pontos importantes para a disputa pelo segundo lugar no Campeonato e está agora na quarta posição, com 230 pontos, com Rossi com 255 e Lorenzo com 247.
 
Marquez comentou: “Hoje, como não tinha pressão em cima de mim, tentei uma coisa diferente, começando por dar o máximo logo no início da corrida para conseguir a maior vantagem possível. Estávamos a fazer uma boa corrida, até à queda. Foi uma pena ter caído quando nem estava no limite, nem estava mais rápido do que na volta anterior. Foi uma corrida com muitas quedas e quase tudo aconteceu ao mesmo tempo. As temperaturas desceram muito, o que também influenciou as coisas”.
 
Pedrosa acrescentou: “Hoje não tive sorte. Não fiz uma boa partida, perdi muito nas duas primeiras voltas e acabei numa posição que me deixou no meio de todos os incidentes. Quando se está a correr entre tantos pilotos há sempre incidentes e hoje isso aconteceu-me. Felizmente não me aleijei, mas a mota estava danificada e não consegui continuar”.

Tags:
MotoGP, 2014, TISSOT AUSTRALIAN GRAND PRIX, Dani Pedrosa, Marc Marquez, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›