Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Protagonistas do MotoGP™ e wild card De Puniet juntam-se em antevisão de Valência

Protagonistas do MotoGP™ e wild card De Puniet juntam-se em antevisão de Valência

Na conferência de imprensa de pré-evento de quinta-feira do Grande Prémio Generali da Comunidade Valenciana as estrelas do MotoGP™ Marc Márquez, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Pol Espargaró e Stefan Bradl contaram com a companhia do wild card da Suzuki Randy de Puniet para anteverem o final da temporada em Espanha.

O Campeão do Mundo está tranquilo antes da 18ª jornada do ano depois de ter garantido o 12º triunfo de 2014 em Sepang e após ter revalidado o ceptro em Motegi há pouco mais de um mês. Ele espera que o seu irmão mais novo, Alex, se torne Campeão do Mundo de Moto3™ este fim‑de‑semana.
 
O piloto da Repsol Honda comentou: “Só temos de desfrutar a última corrida da época, mas queremos terminar o ano com uma vitória perante os nossos fãs. Sabemos que ambos os pilotos da Yamaha vão puxar muito porque estão a disputar a segunda posição no Campeonato e o Dani também porque o nível dele aqui é muito elevado.”
 
Sobre ajudar o seu irmão a preparar-se para o fim‑de‑semana Márquez acrescentou: “Treinei um pouco de motocross com o meu irmão para tentar ajudá-lo a estar pronto para a corrida e chegámos a tocar-nos a dada altura, mas ele está bem. Quero dar-lhe sorte, está tudo nas mãos dele e só te de se concentrar e continuar a puxar.”
 
Rossi, da Movistar Yamaha MotoGP, tem como objectivo garantir o vice-Campeonato este fim‑de‑semana e afirmou: “Tem sido uma boa época; melhorei a minha velocidade e os meus resultados. Gostei muito de fazer boas corridas e das boas lutas em que estive envolvido. Estou a lutar com o Jorge pelo segundo posto e é importante porque é uma luta com o meu colega de equipa.”
 
Sobre está a rodar melhor que em qualquer outra altura da carreira Rossi afirmou também: “É diferente, mas é difícil dizer se estou melhor. Concentro-me muito nos detalhes. Estou mais velho, mas sinto-me a 100%. O nível dos meus rivais também está mais alto que nunca, as motos mudaram muito. Mas adoro melhorar para conseguir melhores resultados e continuar a fazer parte do jogo.”
 
O colega de equipa de Rossi e rival na luta pela segunda posição da geral, Lorenzo, disse: “Estou muito contente com a minha segunda metade da época. Estamos em boa forma, a moto está a funcionar bem e não temos nada a perder este fim‑de‑semana. Vamos tentar vencer a corrida, mas não será fácil. Vai ser complicado apanhar o Vale, mas não é impossível.”
 
Para Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech3) o objectivo é defender a sexta posição da classificação enquanto busca mais um forte resultado. Ele partiu um metatarso em Sepang, mas está pronto para a acção apesar de não ter ainda recuperado a 100% da lesão.
 
Ele disse sobre o ano de estreia no MotoGP™: “Parecia mais fácil do é! Quando se está na moto e se tenta sabemos que estar em boas posições não é o mais complicado, mas estar nos cinco ou seis primeiros requer trabalho árduo. Temos de trabalhar bem com a electrónica, com o sistema anti-cavalinho e com a equipa na garagem. Este ano foi de aprendizagem, para cometer erros e estou preparado para a última corrida, para tester na próxima semana e para voltar a correr no próximo ano.”
 
O germânico Bradl, entretanto, diz adeus à equipa LCR Honda MotoGP este fim‑de‑semana após três anos de trabalho em conjunto; o piloto vai passar a correr pela NGM Forward Racing. Bradl reconheceu: “Gosto da atmosfera que tivemos ao longo destes três anos, pelo que ficarei um pouco triste, mas estou desejoso por iniciar novo desafio com nova equipa e nova moto. Não estou contente com esta época no seu todo; tivemos alguns azares. Sachsenring foi um desastre. Por vezes as prestações não foram tão boas como podiam ter sido, mas tenho de aproveitar o que aprendi para melhorar no futuro.”
 
Para De Puniet Valência é a oportunidade de fazer um regresso pontual ao MotoGP™ como wild card do Team Suzuki MotoGP no domingo. O gaulês adiantou: “Estou muito contente por estar aqui, participar na corrida é como um prémio para mim. Trabalhámos muito com a moto, pelo que quero desfrutar e fazer o meu melhor, depois veremos o que acontece. Pode ser a minha última corrida no MotoGP, pelo que tenho de aproveitar o momento porque nunca se sabe o que pode acontecer no futuro.”

Tags:
MotoGP, 2014, GP GENERALI DE LA COMUNITAT VALENCIANA

Outras actualizações que o podem interessar ›