Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Outro duplo pódio marca final de época da Repsol Honda

Outro duplo pódio marca final de época da Repsol Honda

Marc Márquez e Dani Pedrosa ultrapassaram as condições traiçoeiras para garantirem as primeira e terceira posições no Grande Prémio Generali da Comunidade Valenciana, dando à Repsol Honda o título de Campeã do Mundo de Equipas da categoria rainha.

Uma queda no sábado viu o Campeão do Mundo de MotoGP™ de 2014 Márquez partir da quinta linha da grelha neste domingo, a sua pior qualificação do ano. Um sólido início de prova, contudo, levou-o ao terceiro posto e a perseguir Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) e Andrea Iannone (Pramac Racing), que se tinham isolado na frente.
 
Iannone e Márquez reacenderam a rivalidade da Moto2™, debatendo-se ao longo de várias curvas antes de Márquez passar para a frente na 11ª volta, enquanto Iannone alargava a trajectória pouco depois. Rossi ofereceu alguma oposição, mas Márquez conseguiu ganhar vantagem para ganhar com 3,5s de vantagem.
 
Enquanto isso, o colega de equipa Pedrosa recuperava de partida pouco característica que o fez rodar atrás da dupla da Ducati Team Cal Crutchlow e Andrea Dovizioso. O piloto da Honda acabou por conseguir passar os homes da formação italiana e tentou reduzir o atraso para Rossi.
 
A chuva ligeira que se fez depois sentir impediu os progressos de Pedrosa, que teve de se contentar com o terceiro posto a 10,5s de Rossi. Os primeiro e terceiro lugares deste domingo deram à Repsol Honda o título de Campeã do Mundo de Equipas de 2014, ao qual se juntam os ceptros de Construtores e de Pilotos.
 
“Sim, hoje estou mesmo muito, muito contente; talvez mais contente que em Motegi porque hoje fique muito feliz pelo meu irmão. Festejei a vitória dele e depois tive de correr! Pensei em Aragão, quando começou a chover. Tive dúvidas se havia de entrar, ou não. Só duas ou três curvas é que estavam molhadas, mostrámos que Aragão nos ensinou alguma coisa. Hoje escolhemos a melhor estratégia. Agora temos de desfrutar 2014, será difícil, talvez mesmo impossível repetir este ano,” reflectiu Márquez após a complicada corrida.
 
Olhando para o teste que tem pela frente brincou: “Amanhã, quero agradecer à Honda porque me deram um dia livre! Hoje temos de aproveitar, amanhã estou livre, mas também é importante para os mecânicos poderem festejar e relaxar. Terça e quarta-feira será importante testar a moto de 2015,”
 
Pedrosa acrescentou: “Não foi uma corrida fácil. A meio foi complicado porque ficou um pouco molhado.Fiz má partida e perdi contacto com o Márquez e o Rossi. Eu estava um pouco mais forte nas primeira voltas que noutras vezes. É melhor terminar no pódio que fora dele; não foi a melhor época, mas estou contente.”
 
Olhando para a época que agora acabou afirmou ainda: “Foi uma temporada dura, com alguns problemas. Mas temos de olhar para os aspectos positivos e aprender com tudo. Estamos desejosos por melhorar e por estarmos mais fortes no próximo ano.”

Tags:
MotoGP, 2014, GP GENERALI DE LA COMUNITAT VALENCIANA, Marc Marquez, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›