Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Márquez rápido na frente dos rivais no terceiro dia

Márquez rápido na frente dos rivais no terceiro dia

Marc Márquez liderou as tabelas de Sepang 1 com 1m58,867s conseguidos na manhã de sexta-feira, antes das importantes simulações de corrida.

As primeiras horas de acção desta sexta-feira apresentaram temperaturas frescas e com pneus novos depois de dois dias de trabalho foram muitos os pilotos que registaram as melhores marcas pessoais nesta manhã de sexta-feira, com os sete primeiros a rodarem abaixo dos dois minutos no traçado do Sudeste Asiático.

Márquez voltou a destacar-se em termos de ritmo e a melhor volta que registou compara de forma positiva com o recorde da pole position de 1m59,791s, uma marca assinada pelo espanhol em Sepang em 2014. Além disso, o tempo de Márquez representou também uma melhoria face aos 1m59,533s que o próprio estabeleceu em Sepang 1 no ano passado.

O colega de equipa do bi-Campeão do Mundo da Repsol Honda, Dani Pedrosa (+0,139s) foi segundo nas tabelas de tempos. Ambos levaram a cabo simulações de corrida mais longas no final do dia, com Pedrosa a impressionar ao apresentar dez voltas consecutivas abaixo dos 2m01s.

A comparação do ritmo dos pilotos nas simulações de corridas tem, contudo, de ser feito com alguma reserva dadas as variações de temperatura e as alturas do dia em cada um dos pilotos efectuou as respectivas tiradas longas.

Andrea Iannone, da Ducati Team, concluiu o teste em terceiro da geral com a GP14.3. O italiano rodou a 0,521s de Márquez e terminou também com meio segundo de margem sobre o compatriota e colega de equipa Andrea Dovizioso, que foi sétimo. A Dupla da Ducati espera agora receber a nova GP15 no teste Sepang 2, antes do final do mês.

Valentino Rossi, da Movistar Yamaha MotoGP, rodou a pouco mais de meio segundo de Márquez para terminar em quarto, enquanto o seu colega de equipa Jorge Lorenzo (+0,757s) fechou a lista dos cinco primeiros. Lorenzo levou depois a cabo uma simulação de corrida consistente e rápida, mas um pouco abaixo do andamento apresentado por Pedrosa e admitiu estar impressionado com os progressos conseguidos pelos rivais da Honda.

Rossi também simulou uma corrida, mas não conseguiu tempos tão consistentes como os de Lorenzo, ou da dupla da Repsol Honda. O transalpino fez um teste de electrónica na tirada longa e também usou novo braço oscilante, ajustando o mapeamento do motor durante a simulação, factores que afectaram os seus tempos.

Stefan Bradl (Forward Racing Team) terminou como melhor piloto Open em oitavo e deverá estar satisfeito com a prestação apresentada neste teste, ainda para mais quando espera receber actualizações de motor antes do início da época.

O teste de Sepang 1 foi também palco de bons progressos por parte da dupla do Team Suzuki MotoGP, Aleix Espargaró e Maverick Viñales. A marca nipónica está a trabalhar na fiabilidade e potência do motor em regimes elevados, desenvolvendo ainda o chassis naquele que é o regresso à categoria rainha. Espargaró terminou o teste em 10º da geral.


O espanhol melhorou em menos de dois segundos desde o primeiro dia, reduzindo também a diferença para o topo da tabela de 1,963s para 1,619s. O impressionante novo estreante de MotoGP™ e colega de equipa de Espargaró, Viñales, ganhou confiança e ritmo com a GSX-RR ao longo dos três dias para melhorar em mais de dois segundos e reduzir a diferença para o companheiro de equipa.

Cal Crutchlow, da CWM LCR Honda, foi 11º enquanto continuou a somar voltas com a RC213V, com Scott Redding (Estrella Galicia 0.0 Marc VDS) a ficar a 0,7s do compatriota em máquina igual.

Nicky Hayden, da Drive M7 Aspar, foi o melhor piloto com a RC213V-RS especificação Open, terminando em 18º a 2,641s de Márquez. O estreante Jack Miller, da CWM LCR Honda foi 20º (+3,028s) em máquina com as mesmas especificações da do americano.

Álvaro Bautista e Marco Melandri, da Aprilia Racing Team Gresini, vão tentar reduzir a diferença para os da frente em Sepang 2, dentro de menos de duas semanas, isto depois de terem terminado o teste em 21º e 28º, respectivamente.

Um pequeno grupo de pilotos vai continuar a trabalhar em Sepang no Sábado levando a cabo testes com material Michelin.

Tags:
MotoGP, 2015, SEPANG MOTOGP™ OFFICIAL TEST, Marc Marquez, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›