Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Francesco Guidotti: “O Yonny é rápido, mas tem de recuperar”

Francesco Guidotti: “O Yonny é rápido, mas tem de recuperar”

O manager da Pramac Racing Team, Francesco Guidotti, reflecte sobre os que equipa e pilotos fizeram até ao momento.

Yonny Hernández regressou à acção no segundo teste da Malásia depois de ter falhado Sepang 1 devido a lesão no ombro, enquanto o colega de equipa Danilo Petrucci parece ter surpreendido a equipa com a fácil adaptação à Desmosedici GP14.2.

“Já o conhecemos há um ano, pelo que não há grandes segredos a descobrir no Yonny,” afirma Guidotti sobre a prestação do colombiano até ao momento. “Ele já conhece a dinâmica das corridas. O que ele precisa agora é recuperar a força para ser mais rápido. A moto é diferente da da época passada, mas é melhor, o que o deve colocar em posição para ser mais rápido, mesmo com menor desgaste dos pneus. Estamos a tentar dar-lhe uma moto à medida.”

“Infelizmente, no segundo teste de Sepang não tivemos a possibilidade de trabalhar o suficiente na afinação porque ele ainda não recuperou totalmente da lesão,” continuou. “Tendo tudo em conta, o Yonny rodou rápido, mas é claro que ainda está longe da melhor forma depois de três meses de afastamento das pistas. Esperamos vê-lo melhor no Qatar.”

Já sobre Danilo Petrucci afirmou: “O que mais me agrada no Danilo é o crescimento constante combinado com a consciência das dificuldades e peculiaridades da moto. Um processo que está a andar em frente e a desenvolver-se todos os dias, em linha com as nossas expectativas e com o calendário que traçámos. Ainda estamos a conhecer-nos uns aos outros e não houve surpresas até ao momento; na verdade, só houve sinais positivos. O nível de conhecimento adquirido no primeiro contacto com a Demosedici GP14 é muito interessante.”

“A sensação é muito boa ao cabo dos dois primeiros testes. O Dani está à altura do esperado, mas em algumas áreas surpreendeu-nos de forma positiva. Está mesmo além do esperado. Mas ainda não chega. Ainda há muito trabalho a fazer, mas as sensações com a equipa e a harmonia nas decisões a tomar são muito construtivas. Sempre que ele fala com a equipa na garagem o entendimento mútuo é elevado e isso é muito importante.”

O responsável da equipa terminou a falar do último teste de pré-época no Qatar: “Temos apenas um objectivo: trabalhar a distância de corrida. Trabalhámos sempre com este aspecto em mente até agora, mas acima de tudo temos de trabalhar na prestação para descobrirmos onde podemos chegar. No Qatar vamos ter trabalhar no ritmo de corrida. Serão os últimos dias de testes. Depois disso só contam os resultados no fim do Grande Prémio.”

Tags:
MotoGP, 2015, Danilo Petrucci, Yonny Hernandez, Octo Pramac Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›

News Desk
Começa o último dia de Sepang 2

2 anos ago

Começa o último dia de Sepang 2