Compra de bilhetes
VideoPass purchase

#AskHanika: “Corto o cabelo se conseguir um pódio”

#AskHanika: “Corto o cabelo se conseguir um pódio”

Karel Hanika, da Red Bull KTM Ajo, responde às perguntas do fãs antes da segunda época ao serviço da formação no Campeonato de Moto3™.

O checo fez uso do Facebook e do twitter para responder a perguntas sobre a sua vida dentro e fora da pista:

Qual é o teu objectivo para esta época?
“Quero estar mais forte nas corridas que no ano passado para poder verdadeiramente melhorar o meu potencial. Na época passada mostrei um pouco aquilo de que sou capaz, mas podia ter feito melhor. Se estiver a 100% em todas as corridas e mantiver a concentração sem cometer erros, creio que posso manter-me com o grupo da frente. Veremos como vamos começar no Qatar.”

Toda a gente repara no teu cabelo. Cortas-lo se conseguires um pódio?
“Bem, espero melhorar os resultados face ao ano passado e chegar ao pódio seria um grande feito. Se tiver sucesso não o rapo por completo, mas mudo o estilo.”

Achas que o primeiro pódio é uma meta alcançável nesta época?
“Sim, é claro. Temos uma grande equipa e boa moto. Este ano é a altura perfeita para o primeiro pódio. Tenho mais experiência que no ano passado e isso também me dá mais confiança.”

Este é o teu segundo ano com a Red Bull KTM Ajo, mas os teus colegas de equipa mudaram. Como é o ambiente com o Miguel Oliveira e o Brad Binder?
“É muito bom. Os mecânicos e todos nós somos uma família na qual me sinto muito bem. Agora o Miguel [Oliveira] e o Brad [Binder] juntaram-se a nós, mas nada mudou. São bons tipos e agora também fazem parte da Red Bull KTM Ajo. Gosto deles porque são divertidos. Creio que nós os três podemos conseguir bons resultados para a equipa.”

Em 2012 a Ajo Motorsport teve três pilotos no pódio. Pensas que este ano se pode repetir isso?
“Sim, é possível porque tenho mais experiência e penso que tenho boas hipóteses de chegar ao pódio. O Miguel [Oliveira] e o Brad [Binder] já estiveram no pódio, pelo que creio que somos suficientemente fortes para isso.”

Qual a vantagem de ter três pilotos na mesma garagem?
“Estamos mais próximos uns dos outros e isso melhora o ambiente da equipa. Na pista é bom porque também nos podemos ajudar, por exemplo na comparação de telemetria, pelo que sabemos onde podemos ganhar algum tempo. É o melhor de ter dois colegas de equipa. Estou contente com isso.”

Qual é a tua pista preferida?
“Tenho duas: Assen e Sachsenring. Conheço-as muito bem e consegui sempre boas recuperações nesses circuitos. No ano passado tivemos bons resultados lá e este ano espero que se repita. Estou desejoso por correr lá.”

Quais as principais diferenças entre a Red Bull Rookies Cup e o Campeonato do Mundo de Moto3™?
“Sem dúvidas que é o nível. Honestamente, na Red Bull Rookies Cup não senti dificuldades em chegar à frente e lutar pela vitória. Aqui, no Campeonato do Mundo, é muito mais difícil manter a consistência e concentração na corrida. Foi o que aprendi no ano passado. Espero poder melhorar isso este ano.”

Como é que os teus amigos te chamam? “Karel?”, “Kaja?”
“Normalmente, no paddock chamam-me “Karel”, que é o meu nome. Na Rapública Checa normalmente tratam-me pela alcunha, que é “Kaja”. A minha mãe chama-me Karlic.”

Qual é o teu dinossauro preferido?
“Só conheço o Tyrannosaurus Rex… por isso é o meu preferido! [risos]!”

Porque usas o número 98?
“Foi o número que me deram quando testei para a Red Bull Rookies Cup. Antes disso usava o 28 e queria usá-lo na Red Bull Rookies Cup. Mas havia outro piloto com esse número, pelo que optei pelo 98 porque gostava do número e porque venci a competição. Agora espero poder mantê-lo ao longo da minha carreira.”

És supersticioso? Tens algum ritual que uses antes da corrida?
“Bem, a verdade é que tenho algumas pequenas superstições, como ouvir música antes das corridas. É uma forma extra de motivação e concentração. Antes das corridas tento não estar muito nervoso.”

Tags:
Moto3, 2015, Karel Hanika, Red Bull KTM Ajo

Outras actualizações que o podem interessar ›