Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati termina Dia 1 no topo no Qatar

Ducati termina Dia 1 no topo no Qatar

A Ducati Team dominou os procedimentos sob as luzes artificiais no primeiro dia do último teste de pré-época em Losail.

Com a maioria das equipas a esperarem pelas 18 horas para irem para a pista com o objectivo de encontrarem condições mais semelhantes às que vão encontrar dentro de duas semanas na primeira corrida do ano, a acção nos 5,4km do Circuito Internacional de Losail demorou um pouco a entrar no ritmo.

A Ducati disse que ia apresentar uma grande actualização no Qatar e a GP15 pareceu ter apreciado o circuito de Losail, com os pilotos de fábrica Andrea Iannone e Andrea Dovizioso a liderarem desde cedo. Iannone encabeçou a tabela de tempos com 1:55,265s, a 0,7s da pole de Lorenzo em 2014, isto depois de ter sido um dos pilotos mais activos do dia ao totalizar 50 voltas. O colega de equipa Dovizioso ficou a menos de um décimo de segundo de distância, na segunda posição.

Nem mesmo Marc Márquez, da Repsol Honda, conseguiu igualar o ritmo das Ducati, terminando o dia em terceiro (+0,289s), com o colega de equipa Dani Pedrosa a atacar no final do dia para terminar em quinto depois de testar diferentes acertos no garfo frontal da RC213V.

O Team Suzuki Ecstar deve estar encorajado depois de Aleix Espargaró ter terminado no quarto posto (+0,433s), isto com a equipa a testar algumas actualizações para a GSX-RR amanhã. O colega de equipa Maverick Viñales ficou a mais 0,4s de distância, em 11º, depois de ter terminado o dia mais cedo após acidentes com as duas motos, felizmente sem lesões.

Para a Movistar Yamaha MotoGP Team tratou-se de dar continuidade ao desenvolvimento da transmissão seamless que vai ser usada durante a época. Jorge Lorenzo terminou em sexto (+0.593s), apenas um décimo à frente de Valentino Rossi, que foi oitavo. O nove vezes Campeão do Mundo foi o primeiro a cair ao início do dia, mas também saiu ileso do contratempo.

Entre os dois pilotos oficiais da Yamaha ficou Cal Crutchlow com a CWM-LCR Honda. O britânico deu grande passo em frente ao longo do dia, rodando em 1:55,837s enquanto continuou a tentar resolver os problemas de travões que o afectaram no teste de Sepang 2. O colega de equipa Miller estar a progredir aos comandos da Honda especificação Open e ficou a menos de dois segundos de Iannone, em 19º.

Bradley Smith, da Monster Yamaha Tech3, ficou a um centésimo de Rossi, em nono, enquanto Pol Espargaró não conseguiu igualar o ritmo do colega de equipa e concluiu o trabalho em 14º depois de completar 50 voltas no circuito de Losail.

Scott Redding deu grande passo em frente ao longo do dia ao terminar a menos de um segundo dos líderes, completando o Top 10 aos comandos da Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Racing Team Honda.

Yonny Hernández deu continuidade ao regresso após a lesão no ombro. O piloto da Pramac Racing mostrou bom ritmo ao terminar em 13º, a menos de dois décimos do colega de equipa Danilo Petrucci, que foi 12º coma Ducati especificação Fábrica.

Karel Abraham foi o melhor piloto Open ao terminar em 15º com a máquina da AB Motoracing Team, mesmo à frente de Mike de Meglio, da Avintia Racing Ducati.

Nicky Hayden, da Drive M7 Aspar Team, foi 17º, com 0,4s de vantagem sobre o estreante e colega de equipa Eugene Laverty, 22º. Os pilotos esperam agora encontrar boa afinação base para as respectivas Honda especificação Open.

A Athiná Forward Racing trouxe nova carenagem para o Qatar com o objectivo de lutar pelo ceptro Open este ano com os pilotos Loris Baz e Stefan Bradl a terminarem em 18º e 20º, respectivamente.

Héctor Barberá, com a outra Avintia Racing Ducati, foi 21º, enquanto Alex de Angelis, com a Octo Ioda Open ART, terminou à frente de Álvaro Bautista e Marco Melandri, da Aprilia Racing Team Gresini.

O teste é reatado amanhã pelas 16 horas locais. Carregue aqui para ver os resultados completos do primeiro dia.

Tags:
MotoGP, 2015, QATAR MOTOGP™ OFFICIAL TEST, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›