Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Competição pelo Top 10 aumenta no Qatar

Competição pelo Top 10 aumenta no Qatar

As equipas foram recebidas com nuvens à chegada ao Circuito de Losail para a segunda noite do último teste de pré-época de MotoGP™.

O teste decorre entre as 16 e as 23 horas locais, mas uma vez mais a maioria dos pilotos optou por não ir para a pista antes das 18 horas, altura em que as condições representam melhor aquilo que vão encontrar na primeira corrida do ano dentro de duas semanas.

Depois de ter dominado a primeira noite de testes, com Andrea Iannone e Andrea Dovizioso a garantirem as duas primeiras posições, a Ducati Team começou a ensaiar novo sistema de escape na já impressionante Desmosedici GP15.

A Movistar Yamaha tentar dar continuidade ao desenvolvimento da transmissão seamless enquanto busca uma afinação de corrida com que Jorge Lorenzo e Valentino Rossi se sintam confortáveis, isto depois de ontem terem revelado que não tiveram as sensações esperadas na pista.

A Repsol Honda não conseguiu completar o programa de testes de ontem, debatendo-se com problemas de embraiagem, mas hoje Márquez continua em busca da melhor afinação, enquanto Dani Pedrosa vai avaliar novo garfo frontal.

O Team Suzuki Ecstar mostrou bom ritmo na primeira noite de testes com Espargaró a terminar em quarto e Maverick Viñales em 11º, isto apesar de duas pequenas quedas que impediram o estreante de tentar uma volta rápida no final da noite. Hoje a equipa vai continuar a trabalhar nas afinações de corrida de cada um dos pilotos, além de se concentrar em algumas melhorias na electrónica.

Bradley Smith, da Monster Yamaha Tech3, que ontem foi nono, tem hoje novo braço oscilante para testar sob as luzes artificiais do Circuito Internacional de Losail. Enquanto isso, o mais rápido da primeira noite entre os pilotos satélite, Cal Crutchlow, da CWM LCR Honda, vai passar a jornada de trabalho de hoje a avaliar o pacote de electrónica.

A Aprilia Racing Team Gresini trouxe vários componentes para Álvaro Bautista e Marco Melandri testarem enquanto tentam tornar a RS-GP mais competitiva. Bautista vai usar diferente depósito de combustível e banco, além de testar também uma evolução do quadro que usaram pela primeira vez em Valência no ano passado.

Quando os pilotos foram para a pista com as temperaturas mais frescas da noite o melhor tempo foi assinado por Márquez, que rodou em 1:55,242s, já mais lesto que o registo de ontem de Iannone e a menos de um décimo do recorde da volta assinado por Casey Stoner em 2008 no circuito.

A luta pelo Top 10 parece estar a aumentar enquanto as equipas se aproximam cada vez mais das afinações de corrida para o Qatar; os dez primeiros estavam separados por menos de oito décimos de segundo pelas 19 horas locais.

Veja aqui os resultados do Qatar.

Tags:
MotoGP, 2015, QATAR MOTOGP™ OFFICIAL TEST

Outras actualizações que o podem interessar ›