Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Matthew Birt diz o que pensa da conferência de imprensa

Matthew Birt diz o que pensa da conferência de imprensa

O experiente jornalista de MotoGP™ juntou-se ao motogp.com para a época de 2015, para lhe trazer notícias exclusivas.

Com 19 anos de experiência como jornalista do Campeonato do Mundo de MotoGP™, Matthew Birt diz-nos o que pensa da conferência de imprensa oficial de início da época no Qatar.

Amanhã à noite vou iniciar a minha 20ª época a trabalhar no Campeonato do Mundo de MotoGP™ e estou já muito entusiasmado antes desta primeira corrida.

São muitos os motivos de curiosidade no que toca à luta pelo título de 2015, a começar logo pelo impressionante ressurgir da Ducati, que se mostrou já em boa posição para colocar ponto final numa sequência de vários anos sem vitórias que remonta ao triunfo de Casey Stoner em Phillip Island em 2010.

A Ducati é o motivo de todas as conversas no paddock aqui no Qatar. Quase todos os pilotos com quem falei, ou que ouvi falar hoje, mencionaram a grande ameaça que o Andrea Dovizioso e o Andrea Iannone podem vir a ser quando a época começar sob as luzes artificiais do Circuito Internacional de Losail amanhã à noite.

A GP15 esteve em pista apenas cinco dias antes da dupla italiana rodar pela primeira vez com a moto no segundo teste de Sepang, no mês passado; tinha completado apenas 50km num curto shakedown em Itália.

Algo que comprova apenas o grande trabalho que o Gigi Dall’Igna fez para tornar um projecto totalmente novo tão competitivo de forma tão rápida.

Com os problemas de sobviragem, que tanto afectaram a Desmosedici desde a era de Stoner, já resolvidos, Dovizioso foi o mais lesto no último teste no Circuito Internacional de Losail há pouco mais de uma semana.

Não muito atrás ficou Iannone, em terceiro. A moto é impressionante em linha recta, estável em travagem e agora também nas curvas. Tudo combinado faz com que a GP15 se apresente como séria ameaça e ninguém tem mais consciência disso que o quarteto de “extra-terrestres” do MotoGP™.

Marc Márquez, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e Dani Pedrosa, todos comentaram hoje, em Doha, o ressurgimento da Ducati.

Márquez chegou mesmo ao ponto de dizer que a Ducati será difícil de bater atendendo à prestação de Dovizioso no recente teste.

Dovizioso está seguramente confiante, mas silencioso, quanto às suas possibilidades. O italiano não é pessoa para antevisões arrojadas e há muito que não ouvíamos um piloto Ducati falar de pódios e vitórias em corridas do MotoGP™, mas Dovizioso acredita que a GP15 pode fazer isso mesmo.

Vai ser fantástico para o MotoGP™ ter a Ducati de novo na frente. Todos queremos ver diferentes pilotos e máquinas em luta no topo da tabela, mas ainda acredito que a luta pelo ceptro vai ser feita entra Márquez, Lorenzo, Rossi e Pedrosa.

Márquez pareceu estar super tranquilo e super confiante na conferência de imprensa de pré-evento. Todos pareciam estar tranquilos, mas estou certo que também haverá lugar para alguns nervos antes da primeira corrida.

Márquez estava ladeado por Rossi e Lorenzo e estou em crer que a dupla da Yamaha será a maior rival do Marc.

Junte-se a isto o regresso da Suzuki e da Aprilia, para alguns com o alinhamento de pilotos mais forte da história, e temos todos os ingredientes para que 2015 seja um grande ano para os fãs do MotoGP™.

Tenham uma grande temporada!

Tags:
MotoGP, 2015, COMMERCIAL BANK GRAND PRIX OF QATAR, Aleix Espargaro, Jorge Lorenzo, Andrea Dovizioso, Valentino Rossi, Cal Crutchlow, Marc Marquez

Outras actualizações que o podem interessar ›