Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Márquez marca ritmo perante rivais no Qatar

Márquez marca ritmo perante rivais no Qatar

O Campeão do Mundo de MotoGP™ Marc Márquez terminou a primeira sessão de Livres da época de 2015 do MotoGP™ no topo no Qatar.

O Campeão do Mundo de MotoGP™ impôs o ritmo perante o resto do pelotão nos momentos iniciais dos 45 minutos de trabalho da FP1 ao rodar em 1:55,281s. Márquez sentiu-se bem aos comandos da RC213V, apesar de reconhecer que ainda há aspectos a melhorar e bateu o colega de equipa da Repsol Honda por 0,076s. Dani Pedrosa foi, aliás, o único a rodar a quatro décimos de Márquez.

Um desfecho que acabou por ser algo surpreendente, com a principal oposição à Honda não vir da Ducati. Na verdade, foi Aleix Espargaró, do Team Suzuki Ecstar, quem assinou a terceira melhor marca, a 0,404s das Honda. O espanhol tirou partido do pneu extra macio que pode montar na GSX-RR, dado que a equipa de Fábrica não conta com uma vitória desde 2013, mas referiu que também ficou contente com o ritmo com pneus duros.

O bi-Campeão do Mundo de MotoGP™ Jorge Lorenzo não pareceu tão contente com o trabalho de hoje, isto apesar de ter terminado em quarto dom a YZR-M1 da Movistar Yamaha. Ele disse que está a ter problemas com a moto, tal como aquando do teste no Qatar.

Já Cal Crutchlow, da CWM LCR, terminou num positivo quinto lugar, liderando a armada de pilotos satélite, mas admitiu que não deverá tirar partido da primeira sessão. Ele voltou a ser afectado por problemas de travões, mas acredita que podia ter sido mais rápido, não fosse outro piloto ter estragado a sua volta lançada na última curva. Piloto esse que acabou por Mike di Meglio, da Avintia Racing Ducati, que foi penalizado pela Direcção de Corrida após a sessão por obstruir a trajectória.

Danilo Petrucci, da Pramac Ducati, considerou-se afortunado por ter sido sexto, à frente dos pilotos de fábrica da Ducati Team, e logrou ainda rodar com um pneu novo mesmo antes do final da sessão para registar uma volta rápida. O italiano teve problemas com a GP14.1 ao sair das boxes e teve de fazer o pit lane a correr para trocar para a segunda montada.

Andrea Dovizioso lutou para obter as mesmas sensações que teve no recente teste em Losail e acabou mesmo por usar as duas motos com diferentes afinações com o intuito de melhorar o ritmo, mas não foi além de sétimo.

Yonny Hernández terminou logo atrás do italiano na outra Parmac Ducati, mas sente que tem de fazer melhorias na moto porque amanhã todos estarão mais rápidos.

O nove vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi teve uma noite frustrante, terminando a sessão em nono. O italiano sentiu dificuldades devido a problemas de aderência traseira, mas espera que a equipa consiga resolver o problema para amanhã.

Andrea Iannone fechou a lista dos dez primeiros com a segunda máquina da Ducati Team e considerou que as condições estavam diferentes das verificadas no circuito de Losail durante o teste, o que o impediu de repetir o impressionante ritmo apresentado então.

O melhor piloto Open foi Stefan Bradl (+1,296s), que colocou a máquina da Athina Forward Racing na 14ª posição, mesmo à frente de Karel Abraham.

A FP2 do MotoGP™ tem início marcado para as 18 horas locais de sexta-feira, com a FP3 a começar pelas 20h55.

Veja aqui os resultados completos da FP1 de MotoGP™.

Tags:
MotoGP, 2015, COMMERCIAL BANK GRAND PRIX OF QATAR, FP1

Outras actualizações que o podem interessar ›

motogp.com
Lowes manda em Losail

2 anos ago

Lowes manda em Losail

motogp.com
Márquez marca ritmo na FP1

2 anos ago

Márquez marca ritmo na FP1

motogp.com
Oliveira domina FP2 da Moto3™

2 anos ago

Oliveira domina FP2 da Moto3™