Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Aoyama substitui Pedrosa em Austin e Argentina

Aoyama substitui Pedrosa em Austin e Argentina

Hiroshi Aoyama vai substituir o piloto de fábrica da Repsol Honda Dani Pedrosa de imediato enquanto o espanhol é operado ao braço.

Dani Pedrosa, da Repsol Honda, vê-se infelizmente forçado a submeter-se a nova operação para resolver os problemas de síndrome compartimental no braço, situação que continuou a afectar o piloto na primeira ronda do Campeonato do Mundo de MotoGP™ de 2015.

Este problema comum entre motociclistas traduz-se num aumento de pressão no ante-braço que provoca grandes dores e torna muito difícil a pilotagem de uma moto quando o músculo se torna demasiado grande para o “saco” em que se encontra.

Dani tentou tudo durante o Inverno para encontrar uma solução depois de ter tido dificuldades para rodar ao melhor nível na temporada de 2014 e até chegou mesmo a ser operado no ano passado – após o GP de Jerez – mas sem sucesso. Durante este tempo os médicos desaconselharam nova operação. Depois, ao longo de todos os testes de Inverno parecia que, em teoria, o problema estava resolvido, mas a verdade é que voltou a verificar-se durante a corrida do Qatar.

Após o sexto posto conquistar na primeira corrida de 2015 no fim‑de‑semana passado no Circuito Internacional de Losail, Dani regressou a Espanha na segunda-feira e esteve com especialistas em Barcelona e Madrid. A recomendação foi para ser operado o mais depressa possível, com o Dr. Angel Villamor a levar a cabo a cirurgia em Madrid. Será dada especial atenção ao fechar da ferida uma vez que isto vai garantir melhor recuperação e menos riscos de repetição do problema no futuro.

A operação está planeada para a manhã de sexta-feira, 3 de Abril, com um período de recuperação esperado de quatro a seis semanas, o que significa que Dani vai mesmo falhar as corridas de Austin e da Argentina. O regresso às provas não será confirmado até os médicos terem a certeza do sucesso da operação.

O substituto do espanhol será o piloto de testes da HRC Hiroshi Aoyama.

Dani Pedrosa:
“É claro que esta não é a notícia que queria partilhar com todos. Contudo, depois de falar com alguns médicos chave e profissionais de saúde nos quais confio, todos concordaram que esta era a única opção para mim. Vou ser operado na sexta-feira e vão usar uma técnica especial para ajudar a fechar a ferida para tentar evitar que o problema me continue a afectar. Espero que seja um sucesso. Quero agradecer a todos os meus fãs pelo apoio, mas em especial à Honda, Repsol, Red Bull e a todos os nossos patrocinadores pela compreensão demonstrada em relação a este assunto.”

Tags:
MotoGP, 2015, RED BULL GRAND PRIX OF THE AMERICAS, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›