Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Nicky Hayden – Um vida dedicada às corridas

Nicky Hayden – Um vida dedicada às corridas

Este fim‑de‑semana o Campeão do Mundo de MotoGP™ de 2006 fará o 200º Grande Prémio perante os seus fãs, em Austin.

Tal como os heróis americanos dos anos 80, Nicky Hayden (nascido a 30 Julho 1981) cresceu a correr nas pistas de terra antes de ir para o MotoGP™ em 2003, depois de se ter tornado no mais jovem Campeão de sempre da AMA Superbike na época anterior.

A chegada de Hayden ao Campeonato do Mundo foi projectada para manter viva a lenda dos heróis americanos que dominaram a competição entre 1978 e 1993. Na sua primeira temporada o “Kentucky Kid” fez dupla com Valentino Rossi na equipa oficial da Honda, com o italiano a conquistar o último título com a marca nipónica antes de passar para a Yamaha.

Estes dois primeiros anos com a Honda serviram de experiência para o jovem americano, se bem que ainda conseguiu somar dois pódios nas duas épocas e qualificar-se na primeira linha da grelha por três vezes.

Foi durante o ano de 2005 que Hayden deu mostras do seu potencial, com o regresso do GP dos Estados Unidos em Laguna Seca a fazer com que pudesse tirar partido dos bons conhecimentos que tinha da pista para conquistar a primeira vitória na carreira de MotoGP™.

A consistência apresentada, com mais três pódios ao longo da época, levaram Hayden a terminar 2005 em terceiro da geral e abordar a temporada de 2006 cheio de confiança.

Sem nunca ter ficado fora do pódio na primeira metade do ano, o americano assinou a primeira vitória de 2006 na Holanda após épica batalha com o compatriota Colin Edwards. Ele voltou ao pódio na Alemanha e conquistou a segunda vitória da época quando regressou a casa a Laguna Seca.

A partir daí a luta pelo Campeonato passou a ser feita a dois entre Hayden e Valentino Rossi, o homem que tinha conquistado todos os ceptros de MotoGP™ desde 2001. Durante o último Grande Prémio da temporada, e depois de quase ter perdido o título em queda no Estoril após acidente com o então colega de equipa Dani Pedrosa, Hayden fez uso de toda a sua genialidade para garantir o pódio e reclamar para si o Campeonato do Mundo de MotoGP™ de 2006 por cinco pontos de vantagem após queda de Rossi.

A defesa do ceptro em 2007 foi difícil para Hayden com a chegada da era das 800cc de MotoGP™. Isto trouxe mais electrónica para as motos serem controladas e, assim, a experiência das pistas de terra deixou de ser um trunfo. Foi o início de um período difícil para o americano, que acabou por sair da Honda para a Ducati oficial em 2009, colocando assim ponto final em dez anos de relação com o construtor japonês.

Hayden somou mais dois pódios com a Ducati, mas não conseguiu repetir o sucesso conseguido com a Honda e voltou a fazer dupla com Valentino Rossi em 2011 e 2012.

Em 2013 deixou a Ducati para regressar à Honda, desta feita na nova classe Open. Foi uma temporada difícil, com uma lesão no pulso a obrigar a operação e deixá-lo de fora em várias corridas.

Em 2015 Hayden volta a rodar pela Honda, com a Aspar MotoGP Team, apesar de agora com a nova RC213V-RS. Há quem diga que o “tipo mais fixe do paddock” talvez não tenha atingido o sucesso que merece. Mas os verdadeiros fãs das corridas vão sempre recordar a lendária época me que se tornou no primeiro a bater o invencível Valentino Rossi na luta pelo ceptro de MotoGP™.

Tags:
MotoGP, 2015, RED BULL GRAND PRIX OF THE AMERICAS, Nicky Hayden, Aspar MotoGP Team

Outras actualizações que o podem interessar ›