Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Crutchlow: “Ainda há espaço para melhorar”

Crutchlow: “Ainda há espaço para melhorar”

Cal Crutchlow esteve em bom plano nas condições mistas do COTA nesta sexta-feira para terminar na segunda posição.

O piloto da CWM LCR Honda voltou a apresentar-se a bom nível no arranque desta segunda jornada do Campeonato do Mundo de MotoGP™. Depois de ter estado entre os primeiros no Qatar, Cal Crutchlow terminou o primeiro dia de trabalho na segunda posição, a 0,327s da frente, apesar das condições climatéricas instáveis.

O britânico, que tinha sido oitavo de manhã no molhado, tirou bom partido do piso seco da tarde para rodar mais forte e bater Andrea Iannone (Ducati Team) por meros 0,028s segundos. Um resultado importante quando se tem em conta que as previsões climatéricas para amanhã voltam a ser de chuva, pelo que Cal pode muito bem estar já na tão cobiçada Q2 para lutar directamente pela pole position.

“De momento as sensações não são más,” reconhece Crutchlow. “Creio que ainda temos de fazer mais voltas com o novo chassis; fiz poucas voltas no seco e ainda não tenho uma ideia clara. É claro que hoje estive bem, mas ainda há espaço para melhorar.”

“Mas estou contente com os progressos feitos ao longo do dia e a velocidade não foi má. Tenho de compreender a moto um pouco mais, fazer a distância da corrida com ele e ver onde estamos. Na chuva, de manhã, só fiz seis voltas, às que se juntam as que fiz em Sepang com a outra moto, pelo que foi uma curva de aprendizagem. Temos um pouco de potência a mais em algumas áreas e fazemos muitos cavalinhos, mas faz tudo parte do primeiro dia numa pista onde ainda não tínhamos estado.”

Tags:
MotoGP, 2015, RED BULL GRAND PRIX OF THE AMERICAS, FP2, Cal Crutchlow, LCR Honda

Outras actualizações que o podem interessar ›