Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Kent: “O plano era ver onde estava molhado para atacar”

Kent: “O plano era ver onde estava molhado para atacar”

Danny Kent não deu hipóteses à concorrência no COTA e assim que chegou à liderança desapareceu para vencer isolado.

O britânico já tinha estado em grande plano no Qatar e este fim‑de‑semana no Circuito das Américas, palco do Red Bull Grande Prémio das Américas, voltou a apresentar-se como favorito à vitória, mas ao contrário de há duas semanas, cumpriu.

Depois de ter dominado a qualificação, o piloto da Leopard Racing optou por um início de corrida mais cauteloso, mas assim que chegou à primeira posição começou a desaparecer para vencer com uns impressionantes 8,5s de vantagem sobre o resto do pelotão.

“Estivemos fortes todo o fim‑de‑semana,” reconheceu Kent. “Com estas condições a estratégia era ficar atrás de alguns pilotos primeiro para ver onde estavam as zonas molhadas e entrar no ritmo. Fiz umas voltas, vi onde estava molhado e depois ataquei. Foi por isso que treinei tanto no Inverno, para manter a concentração tão forte em condições como esta e deu frutos. Obrigado à equipa.”

Tags:
Moto3, 2015, RED BULL GRAND PRIX OF THE AMERICAS, RAC, Danny Kent, Leopard Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›