Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Moto3™: Kent de novo ao ataque

Moto3™: Kent de novo ao ataque

O britânico aproveita a motivação de ser líder da geral para conseguir o melhor tempo no Termas de Río Hondo na sexta-feira.

O primeiro dia de treinos livres da Moto3™ no Grande Prémio Red Bull da Bull de República Argentina deu as primeiras indicações do que se pode esperar na categoria mais baixa para este fim‑de‑semana no Termas de Río Hondo.

A primeira sessão de treinos do dia terminava com as primeiras posições a serem ocupadas por Niccolò Antonelli (Ongetta-Rivacold), o líder da classificação Danny Kent (Leopard Racing), o espanhol Isaac Viñales (Husqvarna Factory LaGlisse) e o luso Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo), todos eles a rodarem quase a três segundos da pole de Jack Miller no ano passado.

Desde a estreia, a pista de Termas de Río Hondo foi sempre marcada por um primeiro dia de trabalho com muita sujidade no asfalto e, apesar de um início similar este ano, o certo é que não foi tão significativo como em 2014.

Na verdade, os tempos começaram a baixa na FP2, com Kent a assinar magnifica sequência de voltas rápidas. O britânico não deu tréguas e acabou por rodar em 1:49,154s, 46 milésimos abaixo da pole de Miller no ano passado.

Na tabela de tempos combinados quem surgiu atrás de Kent foi Livio Loi (RW Racing GP). O circuito argentino deve ter algo de que o belga gosta muito, pois já no ano passado conseguiu o melhor resultado da carreira ao terminar a corrida em quarto.

Enquanto isso, se ver Karel Hanika (Red Bull KTM Ajo) em terceiro não é muito usual, o mesmo já não se pode dizer este de Enea Bastianini no que toca a rodar nas posições da frente, seja nos livres, seja na corrida. Mais grave começar a ser o caso do colega de equipa Miguel Oliveira.

O português levou a cabo impressionantes sessões de treinos no Qatar e Austin, mas acabou as corridas da mesma forma: a zeros devido a quedas. Uma verdadeira lástima para um piloto que tem grandes oportunidades esta temporada, ainda para mais com a enorme responsabilidade de ser o mais experiente da formação de fábrica da KTM.

O dia também foi positivo para o estreante Fabio Quartararo (Estrella Galicia 0,0). Durante a primeira sessão foi sétimo, enquanto na segundo foi sexto (também ao final do dia), retirando quase três segundos à melhor marca pessoal. 

Também se destacaram ausências entre os primeiros, como foi o caso de Efrén Vázquez (Leopard Racing), e dos jovens da SAXOPRINT RTG, Alexis Masbou e John McPhee. Com os 13º, 19º e 26º lugares de hoje, respectivamente, espera-se que no sábado comecem a melhorar.

Tags:
Moto3, 2015, GRAN PREMIO RED BULL DE LA REPÚBLICA ARGENTINA, Livio Loi, Danny Kent, Karel Hanika

Outras actualizações que o podem interessar ›