Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Conseguirá Zarco a primeira vitória da carreira na Argentina

Conseguirá Zarco a primeira vitória da carreira na Argentina

O francês vai partir da pole position no Termas de Río Hondo e estará em busca da primeira vitória da carreira na categoria intermédia.

O início de temporada na Moto2™ está a revelar-se francamente incerto. Se na primeira corrida o Campeão em título Tito Rabat acabou sem pontos, os que se revelaram como mais rápidos neste arranque de 2015 também não tiveram vida fácil, já que tanto Johann Zarco (Ajo Motorsport) como Sam Lowes (Speed Up Racing) falharam no momento mais importante no Qatar.

Chegados a Austin, Lowes refez a mão com a esperada primeira vitória e Zarco fez o mesmo com o segundo posto. Ao mesmo tempo, o vencedor do Qatar, Jonas Folger nem sequer chegava a posições próximas do pódio e o Campeão Rabat lograva discreta quarta posição, muito melhor, é certo, que o deprimente abandono por queda em Losail.

Nos treinos cronometrados de sábado na Argentina Zarco deu uma verdadeira lição de adaptação a um dos traçados mais recentes do calendário. O gaulês iniciou a sessão a rodar no segundo 44, mas com os passar dos primeiros minutos foram vários os nomes que começaram a surgir no topo da classificação e, com isso, Zarco voltava ao ataque com uma série de voltas rápidas que deixavam alguns rivais sem esperanças.

A partir desse início no segundo 44 o piloto da Ajo Motorsport somou depois cinco voltas no segundo 43 para chegar a um definitivo 1:42,809s, mais de um segundo mais rápido que a pole de Rabat no ano passado.

Desde os seu tempos nas 125cc em 2011 que Zarco mostrava certa fraqueza psicológica perante desafios. Pode mesmo dizer-se que lhe faltou algo quando lutava pelo título com espanhol Nico Terol. Aliás, venceu uma só corrida ao longo de uma temporada em que não lhe faltaram oportunidades.

Mas na Moto2™ o panorama começou a mudar. As prestações que apresentou na época de estreia em 2012 foram muito mais positivas que as do próprio Terol, que acabou mesmo por conquistar a última coroa das quarto de litro.

Na categoria intermédia o francês foi melhorando o estilo com o passar dos anos e foi precisamente este ano que o piloto se apresentou, pelo menos aparentemente, mais preparado que nunca para o definitivo assalto à vitória. 

É inquestionável que o nível de Zarco cresceu, mas tal se pode também dizer de Lowes, quarto na qualificação deste sábado e que em Austin já quebrou o enguiço que o impedia de ganhar a primeira corrida da carreira.

Com Rabat em segundo na grelha, o Campeão tem ante si magnífica oportunidade de deixar para traz o azarado início de campanha de defesa do ceptro; sobretudo por se tratar de uma pista onde no ano passado logrou o triunfo desde a pole position.

Atrás deles surge um surpreendente Álex Rins, que parece disposto a continuar a sua impressionante progressão na categoria intermédia. A fechar os seis primeiros há que contar de novo com Folger. O germânico volta a rondar os melhores tempos e não há nada melhor para os aficionados que uma corrida emocionante com grandes lutas pela vitória.

Tags:
Moto2, 2015, GRAN PREMIO RED BULL DE LA REPÚBLICA ARGENTINA, QP, Johann Zarco, Tito Rabat, Thomas Luthi

Outras actualizações que o podem interessar ›