Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pelotão da Moto3™ tentará apanhar Kent em Jerez

Pelotão da Moto3™ tentará apanhar Kent em Jerez

Com 17 pontos de vantagem na frente do Campeonato, Danny Kent vai para Jerez com o objectivo de manter o bom momento de forma.

Todos os pilotos da Moto3™ rodaram em Jerez nos testes de pré-época e muitos deles já o fizeram também quando competiam no Campeonato de Espanha. Muitos novos pilotos, como Fabio Quartararo, Maria Herrera e Jorge Navarro não terão dificuldades em aprender a pista neste fim‑de‑semana. A natureza mais apertada de Jerez deverá resultar numa corrida mais renhida na Moto3™.

A impressionante vitória de Kent com 10,334s de vantagem na Argentina foi a mais dilatada de sempre na classe de Moto3™ com tempo seco e a maior margem da categoria mais baixa desde que Nico Terol venceu o Grande Prémio da Catalunha de 125cc em 2011. Danny Kent nunca esteve no pódio de Jerez; o seu melhor resultado na Moto3™ na pista espanhola foi o 11º lugar de 2014. Contudo, o Danny Kent que estamos a ver em 2015 parece mais forte que em anos anteriores e não deverá estar preocupado com resultados do passado.

O colega de equipa na Leopard Racing, Efrén Vázquez, que terminou em segundo atrás de Kent na Argentina, já foi bem sucedido em Jerez ao terminar no pódio no ano passado. Com 49 pontos já somados, Vázquez é o rival mais próximo de Kent e estará desejoso por bater o colega de equipa pela primeira vez este ano. O estilo agressivo de Vázquez já lhe permitiu escalar ao longo da grelha no passado, como aconteceu em Austin onde partiu de 16º para terminar a corrida em terceiro.

Com dois triunfos em Jerez, Romano Fenati é o piloto mais bem sucedido da Moto3™ na pista. A primeira vitória do italiano remonta a 2012, quando terminou com mais de 36 segundos de vantagem sobre Luis Salom numa corrida marcada por condições climatéricas mistas. Na Argentina qualificou-se em oitavo, o melhor até ao momento, mas depois foi relegado para o final da grelha devido a penalização, ainda assim logrou terminar em oitavo.

Fabio Quartararo está a mostrar bem o ritmo que lhe valeu dois ceptros consecutivos no Campeonato de Espanha, tendo já terminado no pódio na segunda corrida e com um sétimo posto como pior resultado até ao momento. Um regresso ao pódio é claramente uma forte possibilidade para o gaulês, que pode mesmo vir a lutar pelo triunfo dado o bom conhecimento que tem do traçado.

Enquanto isso, Miguel Oliveira, que se tem apresentado como candidato ao triunfo em todas as corridas já disputadas graças às prestações apresentadas nos treinos, pontuou pela primeira vez este ano na Argentina ao terminar em quarto depois de chegado a liderar e de ter também rodado em 18º. O luso espera agora confirmar o ponto final naquele que está a ser um dos seus piores arranques de época da carreira.

A última curva de Jerez é famosa por ser palco de muitas ultrapassagens memoráveis na última volta e com a natureza alucinante da Moto3™ pode ser palco de ainda mais emoções fortes no domingo.

A acção da Moto3™ tem início pelas 09h00 locais de sexta-feira.

Tags:
Moto3, 2015, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA

Outras actualizações que o podem interessar ›